Stock Car – Comentários de sábado – Cascavel 2018

Lucas Foresti

Julio Campos, P4: Foi mais um ótimo trabalho da equipe. Uma pena não termos feito a pole, porque acabei tendo dois errinhos bobos nas curvas 5 e 6, mas agora é ver se para amanhã todos vão continuar com esse ritmo. O carro está bom e agora é melhorar o tempo pra ganhar a prova.

Thiago Camilo, P5: De manhã estava bem mais frio, e isso explica em parte o desempenho melhor. Por outro lado, para a classificação nosso acerto não reagiu como esperávamos ao aumento da temperatura. Uma coisa levou a outra. Claro que ao começar a classificação eu pensava na pole, mas olhando a temporada como um todo e essa etapa em particular, largar em 5º é bom.

Lucas Foresti, P11: Claro que a gente torce para largar nas primeiras posições, mas, vendo o lado bom das coisas, estou na metade de cima do grid, o carro está na mão e teremos duas corridas pela frente. É só tomar cuidado nas largadas e fazer o que sei de melhor: acelerar, só que sempre de olho nos pneus e nas temperaturas, já que o calor vai castigar.

Rafael Suzuki, P12: Foi bom. Claro que depois de Campo Grande, a expectativa ficou maior. Mas o importante é que criamos uma consistência, uma boa sequência de passagens para o Q2. Agora é buscar um décimo aqui e ali, para estar cada vez mais perto do Q3 e até passar para o Q3. Hoje não foi o melhor, mas mesmo quando não estamos tão bem, estamos próximos do Top-10. Na sexta-feira, tivemos um dia difícil, mas hoje a equipe melhorou muito o carro. Essa posição dá a oportunidade de pensarmos nas duas corridas. Acredito que estamos numa boa posição de largada e vamos lutar por dois bons resultados.

Valdeno Brito, P13: A gente queria mesmo era largar entre os dez, mas vou largar do lado do pole e isso pode ser um ponto à favor na primeira curva, que será um momento chave de ambas as corridas. Em ritmo de corrida o carro está bom, então vamos planejar fazer uma prova 1 boa para obter uma boa posição no grid invertido da corrida seguinte.

Átila Abreu, P15: Teremos de fazer uma corrida para tentar terminar entre os dez primeiros na corrida 1 para nos beneficiarmos da regra do grid invertido e tentar fazer bons pontos, brigando pela vitória na segunda corrida. Temos de avaliar todo o cenário e as possibilidades, o que acontecer na largada pode mudar toda a estratégia. Se pularmos bem na largada, poderemos adotar uma estratégia diferente. No Q1 o carro se comportou muito bem, mas já na última volta começou a ficar traseiro e no Q2 ficou muito traseiro, já entrava nas curvas de lado, e aqui precisamos de apoio lateral. Estou desapontado porque o potencial era para largar entre os seis primeiros. Vamos trabalhar para recuperar, em Campo Grande mesmo largando lá atrás, brigamos pela vitória.

Antonio Pizzonia, P17: Infelizmente, quando colocamos um pneu novo na classificação não conseguimos chegar no balanço ideal do carro. Largando lá atrás, tudo pode acontecer, mas o principal é passar da primeira curva e caprichar na estratégia.

Nelsinho Piquet, P18: A classificação foi muito apertada, e fiquei razoavelmente contente com a minha volta. O carro tinha velocidade, é fácil falar que poderia ter ido um pouquinho melhor aqui e ali, mas é assim para todo mundo. Talvez desse para melhorar um décimo e avançar para o Q2. A equipe tem trabalhado bem, mas ainda não temos a velocidade que outros carros tem. Temos que continuar descobrindo e continuar evoluindo para ficar mais perto dos carros da frente.

Ricardo Zonta, P24: Vamos partir para uma corrida de recuperação largando de trás. A pista de Cascavel é uma das mais legais do país, e espero conseguir evoluir na classificação para, quem sabe, conseguir bons pontos.

Bia Figueiredo, P26: Eu não ia brigar pelas posições da frente, mas dei uma escapadinha e peguei um pouco de grama na minha melhor volta, o que me tirou pelo menos dois décimos, e isso é muito por aqui.

Nestor Girolami, P28: O treino livre pela manhã foi muito bom e estávamos bem esperançosos. Os dois carros estavam muito parecidos, mas, no meu caso, na classificação, o carro ficou muito dianteiro. Não sabemos ainda o que aconteceu, porque não mexemos em absolutamente nada. Infelizmente, não foi o resultado esperado, mas temos duas corridas amanhã e vamos procurar o caminho certo, um carro equilibrado e um ritmo que permita estar mais na frente.

Quer concorrer a uma réplica do capacete do Ayrton Senna? Clique AQUI e palpite sobre quem vai vencer a etapa de Cascavel da Stock Car!

EB – www.autoracing.com.br

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.

Mais em http://www.autoracing.com.br/stock-car-comentarios-de-sabado-cascavel-2018/

Mais...


Leia Também:
Anterior:

Próxima: