Haddad é Lula. Isso é política?

Bom dia!

Como o PT está tentando transformar um professor da USP, educado em escolas particulares, tímido e sem traquejo com as massas em um nordestino pobre, sem diploma e sereia das classes populares? Débora Álvares explica a mágica de transformar a criatura em criador.

Alguém mais cínico poderá dizer que a lógica eleitoral é a única que importa – mas tudo isso não será trágico de qualquer outro ponto de vista? E será que é só isso mesmo que a política poderá oferecer aos brasileiros? Não haverá uma vocação mais nobre para esse empreendimento comum de todos nós?

Não por acaso, Guilherme Fiúza reflete sobre os descaminhos da campanha eleitoral brasileira, que chega à primeira eleição depois da tragédia petista e do petrolão sem discutir nada disso. Uma palhinha:

Representante do maior assalto já perpetrado no mundo democrático ocidental, Fernando Haddad disse que recebeu uma missão ‘do Lula’: olhar nos olhos do povo e construir um país diferente. A melhor maneira de construir alguma coisa aqui, responderia o povo, começa com a devolução do dinheiro que vocês nos roubaram.

Aliás… Puxado pelo cenário eleitoral instável e sob a sombra de um possível segundo turno entre Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT), o dólar atingiu ontem (13) o maior valor nominal da história do Plano Real: bateu R$ 4,20 e fechou em R$ 4,19. Em valores reais, ainda está longe do pico que atingiu à época da eleição do ex-presidente Lula, em 2002. Não é só o dólar que está subindo. O risco Brasil também, e Ricardo Amorim responde, em vídeo, o que você tem a ver com isso.

Aquele vice…

O General Hamilton Mourão (PRTB), vice de Bolsonaro, esteve em Curitiba e tentou minimizar o mal-estar criado por sua disposição em substituir o cabeça de chapa em debates e eventos de campanha. Mourão defendeu ainda, como posição estritamente pessoal, a possibilidade de uma nova Constituição ser elaborada por uma comissão de notáveis:  “uma Constituição não precisa ser feita por eleitos pelo povo”.

Sinal vermelho. Mourão não poupa chances de cruzar a linha. Primeiro, quando ainda era da ativa, flertou, ainda que em hipótese, com a estapafúrdia ideia de intervenção militar: “ou as instituições solucionam o problema político, pela ação do Judiciário, retirando da vida pública esses elementos envolvidos em todos os ilícitos, ou então nós teremos que impor isso”, disse em setembro de 2017. Na semana passada, em entrevista à GloboNews, admitiu, também como “hipótese”, a possibilidade de um “autogolpe” do presidente ou do Congresso com apoio das Forças Armadas.

Em democracias maduras, isso não passa pela cabeça de ninguém do campo político nem como hipótese. A Gazeta do Povo já se manifestou três vezes, em editorial, sobre este assunto:

No Uruguai…

O presidente Tabaré Vázquez, ordenou a prisão por 30 dias do comandante do Exército, Guido Manini Ríos, após este se pronunciar publicamente contra um projeto de lei apoiado pelo governo.

Já era?

Marina Silva (Rede) vive um momento ruim. Chegou a povoar os sonhos da internet como a mulher que derrubaria Bolsonaro, depois da bola dividida com o candidato no debate da RedeTV, num já distante 17 de agosto. Mas, com a formalização de Haddad e o movimento pelo voto útil em Ciro Gomes (PDT) que se desenha desde a semana passada, Flávia Pierry pergunta: a eleição chegou na reta final para Marina?

Namoro

Está na boca de Bolsonaro, está na boca de Kátia Abreu (PDT), a ruralista vice de Ciro Gomes, e está na boca de Geraldo Alckmin (PSDB), para flertar com o eleitorado rural: a proposta de facilitar o porte de armas no campo

Exemplo

O ministro Dias Toffoli, do STF, assumiu o comando da Justiça brasileira na tarde ontem. Escolheu para discursar pelo tribunal o ministro Roberto Barroso, de quem costuma divergir em casos penais. Barroso deu uma lição de espírito público democrático e respeito humano:

Tivemos visões diferentes dos caminhos a seguir. Esse fato, todavia, jamais diminuiu o respeito e a consideração que temos um pelo outro. Nem tampouco meu apreço pela maneira autêntica e leal com que se comporta. Somos amigos afetuosos.

Sem chance

A ministra Laurita Vaz, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), negou um habeas corpus ao ex-governador Beto Richa (PSDB) e sua esposa, Fernanda Richa, presos desde terça-feira (11) em Curitiba.

Uma chance

Está na mesa do ministro Alexandre de Moraes, do STF, a decisão sobre o perdão das multas aplicadas a caminhoneiros e empresas que desrespeitaram decisões judiciais de desobstruir estradas durante a greve de maio deste ano. O editorial da Gazeta do Povo comenta por que sobre a mesa do ministro estão bem mais que os R$ 700 milhões em multas:

Anistias a líderes de motins de policiais e bombeiros, perdão de dívidas tributárias, indultos os mais diversos: principalmente pela caneta do Legislativo ou do Executivo, criou-se no Brasil uma tradição pela qual são poucos os que arcam integralmente com as consequências de suas ações. A certeza do abrandamento ou até do cancelamento da punição é um poderoso incentivo a novas transgressões […]

Homeschooling

E o Supremo levantou a bola para o Congresso cortar. Angélica Favretto explica como fica a educação domiciliar no Brasil depois da decisão do STF.

Eu quero

Você conhece a raça Duroc, considerada o “Angus” da suinocultura? Gabriel Azevedo, da equipe Agro, conta como surgiu a carne com características especiais, mais saborosa e de melhor coloração.

Inspiração

Tá precisando de energia para começar o dia? Sharon Abdalla (Haus) recomenda: “Um escritório jovem e um projeto inovador para uma escola social no interior do Tocantins. A união destes elementos fez do escritório curitibano de arquitetura Aleph Zero um dos quatro finalistas na disputa pelo Prêmio Internacional RIBA de 2018, um dos mais importantes e desejados da arquitetura mundial.”

Anote

Para quem gosta de vinho, Andrea Torrente (Bom Gourmet) indica: “Vai viajar para Buenos Aires? Coloque no seu roteiro esse wine bar que fica na capital portenha e que serve mais de 140 vinhos argentinos raros em taças!” 

Volta ao mundo em 1 minuto

Você conhece o projeto de dominação mundial chinês? Vandré Kramer (Mundo) escreve: 

Potência. O dragão ruge. Um novo império chinês está se consolidando por meio de uma rota comercial que cruza continentes. Comércio, empréstimos e investimentos em países como Sri Lanka, Paquistão, Quênia e Grécia fazem parte da estratégia chinesa para construir um império global no século 21. E, segundo o colunista Filipe Figueiredo

A expansão chinesa não se resume à Nova Rota da Seda terrestre, mas também envolve ampliar seu alcance e seus interesses marítimos. 

Crise. Retratos de duas tragédias causadas por ditaduras. Na Venezuela, a miséria força pessoas abandonar seus animais de estimação. Por causa da inflação, rações para os pets e cuidados veterinários estão fora do alcance de boa parte da população. E, na Nicarágua, cinco meses de crise política e repressão arrasaram a economia do país centro-americana, que terá o pior desempenho desde 1988. 

Furacão. A tensão está tomando conta de moradores da costa Leste dos EUA. O furacão Florence chega nesta sexta (14) à região. Brasileiros que moram na região relatam brigas e nervosismo. Alguns decidiram proteger suas casas e ficar, enquanto outros seguiram as orientações das autoridades e saíram das regiões de risco. 

Foto do dia:

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2018/09/14/Opiniao/Imagens/Cortadas/1309 Imagem do Dia-ID000002-1200x800@GP-Web.jpgTropas da Rússia, China e Mongólia participam de parada militar em Tsugoi (Rússia) no encerramento de mais um dia do Vostok 2018, os exercícios militares que os três países estão realizando.Foto: Mladen Antonov/AFP

Paraná

O Gaeco não para. Sandro Gabardo (Política Paraná) escreve:

Perfil. Fernando Fischer, juiz responsável por mandar para a prisão, pelo menos temporariamente, o ex-governador Beto Richa e a esposa, Fernanda, é conhecido pela caneta pesada nas decisões. Lutador de jiu-jitsu, ele é filho adotivo do ministro do STJ Félix Fischer, que constantemente negou pedidos da defesa de Lula na Operação Lava Jato. Quer saber mais? A repórter Katia Brembatti traz o perfil do magistrado para você.

Jogo aberto. Teve mais sabatina na Gazeta do Povo – e ainda não acabou. O candidato ao governo do Paraná pelo MDB, João Arruda, sobrinho de Roberto Requião, foi entrevistado pelos jornalistas e respondeu também perguntas feitas pelos internautas. Não faltaram momentos delicados, e tensos, durante o evento. Confira o que rolou de melhor ou, se quiser, veja o vídeo completo.

Furacão. O Gaeco não parou na prisão de Beto Richa, Fernanda Richa e seus aliados. Nesta quinta-feira, foram ouvidos vários personagens nas investigações, acusados ou não de participação no esquema de fraude no governo do Paraná. Teve, por exemplo, filho de Richa ouvido como declarante e ex-secretário se entregando às autoridades. Só quem segue foragido é o empresário Joel Malucelli, que garante estar voltando da Itália para se defender.

Acabou? A situação delicada de Beto Richa já coloca a perigo a campanha do político ao Senado. A coligação já considera ‘irreversível’ a desistência do ex-governador. Quem pode estar voltando à corrida eleitoral é o desistente Osmar Dias, que esboçou brigar pelo Palácio Iguaçu, mas poderia concorrer a um lugar em Brasília.”

Futebol. E em jogo atrasado da 20ª rodada do Brasileirão, o Atlético levou 2 a 1 de virada do Chapecoense. O Furacão segue sem vencer como visitante na competição. Confira como fica a tabela e os próximos jogos.

Curitiba

Opções. Fernanda Leitóles (Curitiba) recomenda: “Quem mora em Curitiba e Região Metropolitana vai ganhar mais duas opções para fazer as compras. Na capital, um dos novos supermercados vai abrir no endereço em que funcionava um antigo Mercadorama.” 

Aproveite. Andrea Torrente (Bom Gourmet) recomenda: “Gosta de boteco? Então aproveite o fim de semana para provar asinhas de frango com molho barbecue! A porção foi eleita o melhor petisco de Curitiba pelo Prêmio Bom Gourmet.”

Imperdível. Aléxia Saraiva (Guia) recomenda: “Dois grandes nomes do teatro e da música do Brasil se encontram em uma peça de teatro que vem emocionando o público por todas as cidades em que passa: a atriz Nathalia Timberg e a pianista Clara Sverner dão vida a Chopin em ‘Chopin ou o Tormento do Ideal’ que chega a Curitiba nos dias 22 e 23 de setembro.”

Bibliofilia. Isadora Rupp (Viver Bem) recomenda: “Uma livraria sem vitrines, balcão ou caixa: assim é a Vertov, um discreto refúgio para os aficionados por livros que buscam títulos incomuns e também por um local para discutir ideias. Quer conhecer? Em breve, o espaço promoverá reuniões literárias.”

Um ótimo final de semana a todos!

Mais na Gazeta do Povo!

Mais...


Leia Também:
Anterior:

Próxima: