Audi e-tron: união com fornecedores para oferecer mais sustentabilidade

Sustentabilidade conta: junto aos seus fornecedores, a Audi está
sistematicamente comprometida com ações de responsabilidade. Para este fim,
a empresa desenvolveu uma taxa de sustentabilidade com o objetivo de
proteger o meio ambiente e assegurar os padrões sociais. Desde abril de
2017, a Audi auditou mais de 600 parceiros em seus locais de produção.
Atualmente, há um foco especial nos fornecedores contratados para oferecer
os componentes para o e-tron. A partir de meados de 2019, essa taxa será um
fator decisivo na concessão de contratos para fornecedores.

Também faz da sustentabilidade um critério de seleção tão importante quanto
os custos, a qualidade, o conhecimento tecnológico e a capacidade de
inovação. “Isso mostra a importância que atribuímos a uma cadeia de
fornecimento sustentável na Audi”, afirma o Dr. Bernd Martens, membro do
Conselho de Administração da Audi AG para Compras e TI. “Estamos convencidos
de que a responsabilidade corporativa é um fator decisivo de sucesso e
queremos trabalhar apenas com parceiros que pensem e ajam da mesma maneira.”

Para a classificação, a Audi considera muito mais que certificados e
autoafirmações. A empresa também faz sua própria avaliação nas instalações
de fornecedores. A montadora checa um total de 12 critérios nos setores
ambiental e social – por exemplo, se o fornecedor tem uma produção focada na
conservação de recursos e se está em conformidade com os padrões de
segurança ocupacional. “Não confiamos em verificações aleatórias. Nós
reservamos um tempo deliberadamente para determinar a taxa de
sustentabilidade de cada fornecedor individualmente”, diz Martens.

O foco atual está em empresas de componentes para o e-tron, que fará sua
estreia mundial neste mês. Com o primeiro carro produzido em série
totalmente elétrico da marca, a Audi também está prestando atenção especial
ao valor sustentável agregado. Se um parceiro não atender aos requisitos de
sustentabilidade, deve fazer melhorias em certo período de tempo. Dessa
forma, a montadora apoia seus fornecedores para tornar seus processos
internos mais sustentáveis.

A Audi já classificou mais de 600 fornecedores de componentes para vários de
seus modelos e outros 400 serão adicionados até o final deste ano. A partir
de 2019, todo o Grupo Volkswagen utilizará esse ranking para determinar as
taxas de sustentabilidade para fornecedores, com impacto direto na concessão
de contratos.

Mais...


Leia Também:
Anterior:

Próxima: