Globo deixa Daciolo de fora do debate e ele vai à Justiça contra emissora

A campanha de Cabo Daciolo (Patriota) entrará com ação na Justiça para tentar garantir a participação dele no debate presidencial da TV Globo, no próximo dia 4. A equipe do candidato foi surpreendida com a informação de que, pelas regras estabelecidas pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral), ele não está apto a participar do encontro.

O presidenciável foi convidado para os principais debates até agora e decidiu se ausentar de alguns, mas dava como certa sua presença no da Globo, o último antes do primeiro turno.

LEIA TAMBÉM: Para participar de Debate da Globo, Amoêdo lança ‘meta dos 6% no DataFolha’

A emissora mostrou, em uma reunião com assessores dos principais candidatos, nesta segunda (24), uma tabela do TSE em que o Patriota aparece com quatro congressistas. Pela lei, apenas postulantes cujo partido tenha no mínimo cinco representantes no Congresso Nacional precisam ser chamados.

Em outros casos, foi usada como referência uma certidão da Câmara que demonstra que a legenda possui cinco deputados e estaria, dessa forma, garantida em debates. A planilha do TSE contabiliza quatro parlamentares porque, como prevê resolução da corte, desconta um parlamentar que migrou para o Patriota na janela partidária.

VEJA TAMBÉM: Ex-mulher de Bolsonaro disse ao Itamaraty ter sido ameaçada de morte pelo candidato

O tribunal confirmou à reportagem que, pelas normas em vigor, não há obrigatoriedade de Daciolo ser convidado para debates. A Globo estipulou que, além dos candidatos que necessariamente têm que ser chamados, convidará todos aqueles que tiverem no mínimo 6% nas pesquisas da sexta-feira anterior (28).

O Patriota diz que recorrerá à Justiça para obrigar a emissora a reconhecer o número atual de parlamentares e confirmar a participação de Daciolo.

Mais na Gazeta do Povo!

Mais...


Leia Também:
Anterior:

Próxima: