PF conclui inquérito de atentado a Bolsonaro e reforça que agressor agiu sozinho

Rodrigo Morais, delegado da Polícia Federal que preside o inquérito que investiga o atentado contra o deputado Jair Bolsonaro (PSL-RJ), afirmou nesta sexta-feira (28) que a motivação do agressor, Adélio Bispo Oliveira, foi “inconformismo político”.

O delegado da PF encerrou o primeiro inquérito da investigação e expôs a conclusão na sede da PF, em Brasília.

“Ficou claro que o motivo realmente era o inconformismo politico do senhor Adélio em razão de discordar de algumas opiniões políticas. de alguns discursos políticos que o candidato [Bolsonaro] de então defendia”, disse Morais.

Um segundo inquérito foi aberto terça-feira (25) para averiguar se outras pessoas participaram do crime, mas a conclusão do primeiro é que ele agiu sozinho.

Mais na Gazeta do Povo!

Mais...


Leia Também:
Anterior:

Próxima: