Bolsonaro vence no primeiro turno? “Chapa” Ciro-Alckmin-Marina quer evitar isso

Bom dia!

Quem rejeita tanto Jair Bolsonaro (PSL) quanto Fernando Haddad (PT) está preocupado com duas coisas: que a polarização leve o capitão da reserva à vitória ainda no primeiro turno ou se exaspere ainda mais em um segundo turno entre os atuais líderes nas pesquisas. O Ibope divulgado ontem (3) mostra que quase nada mudou desde segunda-feira: Bolsonaro (32%), Haddad (23%), Ciro Gomes (10%), Geraldo Alckmin (7%) e Marina Silva (4%).

Na prática, esses três últimos candidatos já agem em uníssono como alternativa à polarização. Agora, ganha força na internet a ideia de Marina Silva (Rede) e Geraldo Alckmin (PSDB) abrirem mão da candidatura em apoio a Ciro (PDT). Só tem um problema: mesmo se a ideia for para frente, mesmo se os eleitores toparem migrar de voto, há bem poucas chances de que o número suficiente deles fique sabendo em quem votar, já que o tempo é curto até domingo (7). 

E, de fato, os números do Ibope e Datafolha desta semana aumentaram o burburinho sobre uma eventual vitória de Bolsonaro já no primeiro turno. Para o mercado, não é cedo demais para apostar: o dólar está caindo e a Bolsa atingiu o maior giro do ano, tudo em razão da agenda reformista e liberal, cujo fiador é o sumido Paulo Guedes. Mas de quantos votos Bolsonaro precisa para ganhar no primeiro turno, algo que não acontece desde as eleições de 1998 no Brasil? Jéssica Sant´Anna fez as contas e te conta.

Há chances?

Fernando Martins, Lúcio Vaz, Márcio Coimbra e este que vos escreve conversamos justamente sobre isso na edição desta semana do Podcast Eleições. Aproveite os afazeres matinais para escutar. De quebra, falamos também sobre outras surpresas que podem dar as caras nessa reta final de primeiro turno. Aliás, quem está surfando na onda Bolsonaro é o PSL, que já rivaliza com MDB e PSDB, partidos tradicionais, em preferência do eleitorado. O PT continua, disparado, o partido que tem mais fiéis.

É hoje

Por recomendação médica, Bolsonaro não deve participar do derradeiro debate do primeiro turno, que acontece hoje (4) à noite na TV Globo. A equipe de jornalistas de colunistas da Gazeta do Povo vai comentar em tempo real e depois em vídeo.

Cruzado de esquerda

Haddad sabe que o segundo turno já está acontecendo. Pela primeira vez desde que entrou em campo, está indo pra cima do primeiro colocado. Quer bater forte, mas Guido Orgis pergunta se não corre o risco de já perder de vez:

Não existe explicação fácil para o crescimento de Bolsonaro após ele ser atacado por adversários […] Ao partir para o ataque, Haddad corre o risco de alimentar os pontos fortes da campanha de Bolsonaro: a sensação entre o eleitorado de que ele é a representação do antipetismo, da anticorrupção e do contra o politicamente correto […] No fim, o grande erro das candidaturas de centro foi ter considerado Bolsonaro um fenômeno passageiro que poderia ser derrotado com discursos tradicionais, e não um efeito de como o sistema político se comportou nos últimos anos.

Cruzado de direita

Bolsonaro, que não é bobo, revida: voltou a colar em Haddad a pecha de criador do kit gay, uma gota no oceano de razões que o eleitorado evangélico tem para estar do lado do deputado.

Mudando de assunto #SQN

Você já se perguntou por que algumas pessoas têm saudades da época da ditadura militar no Brasil – ou do comunismo na Europa? Por que as pessoas romantizam o passado? Helen Mendes responde.

Falo mesmo

No Supremo Tribunal Federal (STF), o ministro Ricardo Lewandowski autorizou mais uma vez a entrevista do ex-presidente Lula, preso em Curitiba. Mas, no mesmo despacho, jogou a decisão para o que o presidente do tribunal, Dias Toffoli, achar por bem fazer. Toffoli já reafirmou sua decisão.

Até as pedras falarão

Haverá algo de verdadeiro que podemos aprender sobre o Brasil nas palavras do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que reclamou da relação comercial com o nosso país? O editoral de hoje da Gazeta do Povo explica que sim:

Por mais que Estados Unidos e União Europeia, para ficar em dois gigantes da economia mundial, também tenham suas práticas protecionistas, e ainda que haja boa dose de exagero na reclamação de Trump, o Brasil é, sim, um país fechado – por opção, por ranço ideológico, por um ‘capitalismo de compadres’ que livra os ‘amigos do rei’ da desagradável tarefa de precisar competir pela preferência do consumidor.

Trintou

Amanhã (5), a Constituição brasileira completa 30 anos. Yuri Maranhão conta histórias de bastidores da formulação deste nobre documento: de votos, brigas, pressões, mobilizações, negociatas e noites sem dormir surgiu o documento que é a única tábua de salvação nos momentos de crise.

Vale para todos

Falando em direitos, Danilo Gentili, que apresenta seu show “Politicamente Incorreto 2018” hoje à noite unicamente em Curitiba, conversou com a Gazeta do Povo sobre liberdade de expressão, disputas políticas e seus novos projetos. Spoiler: ele vai criar um Instituto para lutar pelo direito de se expressar.

Sucesso

Aumentar a produtividade é um sonho de todo agricultor e a chave para a agricultura brasileira continuar fazendo bonito perante o mundo. Por isso, a agricultura de precisão usa uma série de dados para construir o melhor plano de manejo possível para cada pedaço da lavoura, otimizando o processo desde a análise do solo até a fase de colheita.

Futebol

A CBF divulgou ontem o calendário do futebol brasileiro para 2019. Na temporada em que o Brasil receberá a Copa América no país, há novidades nas datas das competições. E atenção: o limite para o início dos jogos noturnos é 21h30.

Mistério

Eu gosto. Andrea Torrente (Bom Gourmet) recomenda: “Mais cacau? Menos açúcar? (Quase) todo mundo gosta, mas nem todos sabem como é feito. Entenda o que é o chocolate amargo!” 

Inusitado

Luan Galani (Haus) recomenda: “Papel de parede de pedra? Pois é! Fabricado no Marrocos com tecnologia alemã, uma coleção de papéis de parede traz para a decoração pedaços das montanhas do Magreb. Confira!” 

Volta ao mundo em 1 minuto

A foto do dia é maravilhosa. Vandré Kramer (Mundo) escreve:

É ditadura. Tem candidato que continua batendo na tecla que a Venezuela é uma democracia. A Gazeta do Povo selecionou 13 textos que mostram como o país se transformou em uma ditadura e seus impactos para a população. Mesmo quem voltou para lá, aproveitando o traslado fornecido pelo governo do ditador Nicolás Maduro, já faz novos planos para sair. E mais crimes envolvendo venezuelanos foram registrados nos últimos dias: um em Roraima e outro em Mato Grosso. Ambos com mortes

Mais tragédia. Desgraça pouca é bobagem! Os indonésios estão precisando se benzer. Depois de um terremoto seguido por um tsunami, agora chegou a hora de encarar a erupção de um vulcão na região onde mais de 1,4 mil pessoas morreram na tragédia na semana passada

De volta. O ex-ditador peruano Alberto Fujimori, que governou o país com mão de ferro nos anos 90, terá de voltar à cadeia para cumprir os 25 anos de prisão aos quais foi condenado. A Corte Suprema cancelou o indulto dado pelo ex-presidente Pedro Pablo Kuczynski, em dezembro, em uma tentativa de evitar o avanço de um processo de impeachment. 

 Imagem do dia:

Paraná

Quem dá férias para si mesmo? Sandro Gabardo (Política Paraná) escreve: 

 “A mesma música… Roberto Requião, candidato à reeleição como senador pelo Paraná, usa o mesmo jingle há 16 anos, com direito a algumas ligeiras adaptações. São cinco disputas com o ‘talismã’ musical. A repórter Angieli Maros conta a história desse hit eleitoral

Cultura democrática. Viagem, óculos, jogo de camisa… Esses são alguns dos pedidos feitos por eleitores a políticos – candidatos ou em pleno mandato. Há ainda aqueles que pedem ônibus para transporte até alguma cidade do interior, vaga em concurso público ou ajuda para tirar um parente da cadeia. Em troca, muitas vezes, promessa de voto. É crime. A repórter Katia Brembatti mostra exemplos dessas histórias em que a corrupção começa no eleitor. 

Não falta assunto. Tem muito deputado estadual buscando a reeleição no Paraná. Se esse é o caso do seu candidato, ou se você ainda procura alguma opção para levar à urna eletrônica, o jornalista Rogério Galindo traz uma lista de como eles votaram nas principais pautas de 2014 para cá. Acompanhe no Caixa Zero. No blog ainda é possível ler sobre os 12 dias de ‘férias’ que os deputados deram a eles mesmos para fazer campanha. Ou, se preferir, pode entender como um carro de luxo virou disputa entre Cida e Ratinho Junior no debate da RPC.”

Curitiba

Uma falta preocupante nas farmácias. Confira a seleção dos nossos editores:

Atenção. Fernanda Leitóles (Curitiba) recomenda: “Ritalina está em falta nas farmácias de Curitiba e isso faz com que os pais de crianças com Transtorno de Déficit de Atenção/Hiperatividade (TDAH) ou Transtorno Hipercinético tenham de realizar uma ‘caça’ ao medicamento. Saiba mais sobre o desabastecimento do remédio na capital!” 

Incrível. Luan Galani (Haus) sugere: “Anjinhos da Catedral de Curitiba têm maquiagem hilária há 30 anos graças a uma idosa que um dia resolveu ‘restaurá-los’. Conheça a história!” 

Bateu a fome? Andrea Torrente (Bom Gourmet) indica: “Um dos restaurantes mais famosos de Curitiba completa 15 anos. A peculiaridade dessa casa é que funciona 24 horas e só fecha dois dias no ano, no Natal e Ano Novo. Conheça a trajetória desse lugar icônico da gastronomia curitibana!” 

Triste. Luan Galani (Haus) recomenda: “O Ministério Público entrou com ação contra a Prefeitura de Curitiba por descaso com a Casa Klemtz, imóvel centenário que já foi centro de polêmica entre Fruet e Greca.

Cãobençoado. Fernanda Leitóles (Curitiba) indica: “Hoje é dia de São Francisco de Assis, protetor dos animais. Várias paróquias de Curitiba terão programação especial e darão bênçãos aos bichos. Confira a lista.” 

Um ótimo dia a todos!

Mais na Gazeta do Povo!



Leia Também:
Anterior:

Próxima: