Bancada sindical sofre duro revés na aprovação de reforma trabalhista

Uma das bancadas importantes do Congresso é a dos sindicalistas. Um levantamento do Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap) no início da legislatura atual mostrou que a bancada sindical elegeu 51 deputados e nove senadores em 2014.

Na Câmara, há 16 Frentes Parlamentares para defesa de interesses de classes de trabalhadores assalariados. Entre elas, a Frente Parlamentar Mista em Defesa dos Direitos da Classe Trabalhadora, que conta com a participação de 179 deputados em exercício.

LEIA TAMBÉM: Conheça os lobbies mais poderosos do Brasil

Na pauta da bancada sindical estão a defesa dos direitos trabalhistas, sindicais e previdenciários; a manutenção da política nacional de salário mínimo e a redução da jornada de trabalho, por exemplo.

DESEJOS PARA O BRASIL: Um estado leve e ágil

A bancada, porém sofreu um duro revés no ano passado, com a aprovação da reforma trabalhista, que acabou inclusive com a obrigatoriedade do pagamento do imposto sindical. Além disso, outro projeto que contraria o interesse da bancada também foi aprovado no Congresso neste ano: o que estabelece regras mais flexíveis para a terceirização.

Mais na Gazeta do Povo!



Leia Também:
Anterior:

Próxima: