Engenharia alternativa para o desenvolvimento portuário

Uma abordagem alternativa ao desenvolvimento portuário é necessária para facilitar o crescimento econômico em um meio ambiente cada vez mais desafiador. Esses desafios estão relacionados ao crescimento da população, mudanças climáticas e aumento da conscientização da pegada ecológica e social dos projetos.

Para superar esses desafios, a abordagem do design e da engenharia do Construindo com a Natureza pode fornecer uma solução. Tal abordagem utiliza um entendimento importante do sistema e administração física, ecológica e societária local como ponto de partida para possibilitar soluções rentáveis e resistentes, com valor agregado para a economia, sociedade e natureza. As soluções do Construindo com a Natureza têm as seguintes características:

• Os objetivos do design são alcançados utilizando processos naturais o máximo possível

• Múltiplas funções estão integradas e o design é resistente às mudanças nas condições ecológicas e sociais

• O design se encaixa ao meio ambiente e à escala da paisagem ao redor

• Ecossistemas altamente valorizados são protegidos

• A solução está alinhada com outras medidas, que resultam de uma visão clara sobre o desenvolvimento portuário seja alcançado.

Um exemplo no qual Construindo com a Natureza foi aplicado com sucesso é um projeto de quebra-mar do Porto em Dangote, Nigéria. O design é único em todo o mundo e consiste de um banco de areia ao invés de somente elementos convencionais de rochas ou concreto. O quebra-mar tem uma orientação idêntica ao equilíbrio praial e utiliza as características do ambiente arenoso para se tornar mais robusto, isolando o transporte de sedimentos das zonas costeiras de cerca de 900.000 m3 por ano. Espera-se que após 3 a 4 anos um estado de equilíbrio seja alcançado.

Essa solução traz vários benefícios. Primeiro, o quebra-mar é mais barato e mais rápido de construir do que um quebra-mar convencional, porque usa a areia disponível abundantemente perto do porto em vez de apenas rochas que exigem um transporte caro. Além disso, em vez de remover a área da praia, o litoral é estendido, o contorno externo do porto tem uma transição suave para o litoral existente e o habitat arenoso é respeitado, permitindo que os habitats arenosos perdidos sejam restaurados ou que adicionem biodiversidade específica.

Esse é apenas um exemplo, mas o Construindo com a Natureza pode realmente oferecer maiores oportunidades para o setor de portos e navegação. Os benefícios serão uma redução dos riscos de negócio e custos operacionais, oferecendo oportunidades significativas para operar com responsabilidade em meio ambientes sensíveis onde as soluções de infraestrutura convencionais podem enfrentar processos de autorização longos, complexos e caros. Além do mais, abordagens inclusivas que sustentam os ecossistemas e seus valores ajudam a criar um valor compartilhado, permitindo que múltiplos usos da terra coexistam. Isso fornece uma “licença para operar” e permite que o setor de portos trabalhe com outros setores na solução dos desafios sociais, tais como mudanças climáticas, perda de biodiversidade e pobreza. Isso contribui para os compromissos corporativos relacionados e ao acordo de Paris.

Mais em http://informativodosportos.com.br/portal/2018/10/04/construindo-com-a-natureza-uma-abordagem-de-engenharia-alternativa-para-o-desenvolvimento-portuario-sustentavel/

Mais...


Leia Também:
Anterior:

Próxima: