Nissan: Agora fabricada na Argentina, nova linha Nissan Frontier será um dos destaques da marca no Salão do Automóvel de São Paulo

  • Picape produzida em Córdoba começa a ser vendida no Brasil na primeira quinzena de novembro
  • Modelo 2019 trará equipamentos inéditos para o segmento, mais versões e mais motor com duas potências
  • Testes de mais de 200 mil km aprimoraram o produto para atender ainda mais aos desejos dos consumidores da América Latina em relação a conforto, dirigibilidade e segurança

RIO DE JANEIRO – A Nissan Frontier, a picape mais premiada pela imprensa especializada no ano passado, está melhor e de endereço novo. O utilitário agora é fabricado na nova unidade industrial da Nissan na América do Sul, localizada em Córdoba, Argentina. Com “certificado de cidadania” do Mercosul, a Nissan Frontier não ganha apenas um novo endereço, mas também mais versões e segurança, equipamentos de tecnologia inéditos no segmento, além de novidades e aperfeiçoamentos mecânicos e dinâmicos. A nova linha da picape será uma das atrações da Nissan no Salão do Automóvel de São Paulo e suas vendas começam ainda em novembro.

A 12ª geração da Nissan Frontier é, sem dúvida, a melhor picape já produzida pela Nissan em seus mais de 80 anos de tradição nesse segmento – são mais de 14,5 milhões de picapes vendidas em 180 países. Isso, no entanto, não impede a marca de aperfeiçoar sempre seu produto, escutando as demandas de seus clientes. Antes de ganhar a nacionalidade argentina, a picape foi testada em mais de 300 mil km por diversos tipos de terrenos e condições no Brasil e na Argentina. O resultado é que a Nissan introduziu ainda mais novidades na linha 2019 da Frontier.

De acordo com a versão, que agora são cinco – S 4×4, Attack 4×2 e 4×4, XE 4×4 e LE 4×4 –, a linha Nissan Frontier passa a ter equipamentos como a Visão 360º com Sistema Inteligente de Câmeras, Detector Inteligente de Objetos em Movimento, teto solar, novo sistema multimídia A-IVI com tela de oito polegadas, sistema Isofix, seis airbags, entre outros. Também há novidades no interior, na suspensão, nas rodas, na direção, na motorização, na transmissão e no sistema de tração. Agora, haverá versões com tração 4X2 ou 4X4, câmbio manual ou automático e o motor 2.3 turbodiesel passa a ter opção de uma ou duas turbinas, que faz a potência variar conforme a configuração adotada.

Reconhecida por sua força, a atual geração da Nissan Frontier apresenta como um dos seus destaques a estrutura ainda mais resistente do que a da anterior, com um chassi reforçado, quatro vezes mais forte, ao mesmo tempo em que é mais leve e eficiente. Além desse diferencial, a picape mantém em sua linha 2019 equipamentos como os inéditos – para o segmento – bancos “Gravidade Zero” inspirados na tecnologia desenvolvida pela NASA para eliminar a fadiga e melhorar o conforto para o condutor; os controles de tração e estabilidade (VDC – Vehicle Dinamic Control); freios ABS com controle eletrônico de frenagem (EBD) e assistência de frenagem (BA); controles automático de descida (HDC) e auxílio de partida em rampa (HSA), luz de freio de LED (CHMSL), luzes diurnas (DRL) e muitos outros.

Nova “casa” e equipamentos inéditos para o segmento
A Nissan Frontier 2019 fabricada na Argentina traz novidades em termos de conectividade, tecnologia, conforto, segurança e comportamento dinâmico. Tudo pensado para atender as expectativas dos ocupantes nos diversos tipos de uso do carro: do trabalho pesado às viagens de final de semana com a família, e também nos deslocamentos diários em centros urbanos.

Umas das novidades em tecnologia da Nissan Frontier 2019 é a introdução da Visão 360º com Sistema Inteligente de Câmeras, um dos equipamentos que integram a Mobilidade Inteligente da Nissan – visão da marca que reúne diversos recursos de engenharia, construção e tecnologia para transformar a maneira como os carros são conduzidos, impulsionados e integrados na sociedade. Com muita procura na linha Nissan Kicks, é inédito no segmento de picapes médias.

O sistema é formado por quatro câmeras (na grade dianteira, na tampa da caçamba e duas na parte inferior dos retrovisores externos) e permite ao motorista ter uma visão completa do entorno da Nissan Frontier. Por meio da tela do sistema multimídia no painel, é possível analisar visualmente a posição do veículo em relação às marcas no chão de um estacionamento e aos objetos no ambiente, o que permite manobras com mais facilidade e segurança.

Para picapes, a Visão 360º torna-se um item importante de segurança e, claro, tecnologia. Com o tamanho avantajado desses utilitários, manobrar o veículo é uma tarefa que requer muito cuidado. Assim, com a Nissan Frontier 2019 as movimentações ficam mais seguras e ajudam a evitar colisões com objetos e pessoas não visualizadas. Disponível na versão topo de linha LE, a Visão 360º facilitará estacionar em qualquer tipo de vaga, além de ajudar a entrar e sair de garagens com limitações de espaço com mais visibilidade, confiança e segurança.

O sistema está associado ao Detector Inteligente de Objetos em Movimento (Moving Object Detection), que alerta o motorista por meio de um aviso sonoro quando – ao manobrar de ré – algum pedestre, carro, poste, criança, animal ou objetos estão perto do carro e não foram visualizados.

Outra novidade em tecnologia é a introdução do sistema multimídia A-IVI. Com tela de oito polegadas, inclui os aplicativos Android Auto e CarPlay, assistência de voz e atualizações de software e do aplicativo do GPS via Wi-Fi (“Over The Air”). Permite também a conexão simultânea de equipamentos e telefones celulares.

Inédito no segmento, a navegação “porta-a-porta” é outra novidade. Com ela, antes de se dirigir aonde a Nissan Frontier está estacionada, basta colocar o destino no aplicativo “Door-To-Door Navigation”, que está disponível sem custos na Play Store e no iTunes e deve estar instalado no smartphone do proprietário. Além de ajudar na localização da picape em um estacionamento grande, por exemplo, ao ligar o rádio, a rota para o destino será automaticamente transferida para a tela do multimídia. A navegação continuará normalmente, sem necessidade de outra intervenção.

O painel de instrumentos em TFT também recebe aperfeiçoamentos. Ele ganha novas opções de telas informativas: velocímetro digital, temperatura externa e bússola digital.

Mais Conforto e Mais Segurança
Para melhorar a experiência de todos os ocupantes, a engenharia da Nissan fez aprimoramentos no conforto dos bancos, na parte acústica e na dinâmica do veículo. O sistema de direção, por exemplo, foi modificado e está ainda mais preciso nas respostas e bem mais leve para as manobras.

No banco traseiro, os assentos e encosto foram remodelados para aumentar o conforto dos passageiros. O ângulo do encosto, por exemplo, está 3,5º maior e a almofada do assento cresceu 129 mm no comprimento para aumentar o contato das pernas, tornando as viagens mais confortáveis. Além disso, todo estofamento foi trocado, ficando mais macio. Outra novidade no banco de trás é a inclusão do apoio de braço dobrável com porta-copos embutido em todas as versões.

A suspensão traseira com sistema multilink e molas helicoidais (única entre os concorrentes diretos) e que trabalha em conjunto com um eixo rígido tem nova calibração para permitir a adoção das novas rodas aro 18 calçadas em pneus Bridgestone (para a versão LE). O sistema recebeu molas maiores visando melhorar a performance dinâmica e dar mais estabilidade e respostas mais rápidas na direção. E a suspensão dianteira de arquitetura com braço duplo assistido por barra estabilizadora ganhou nova geometria. Com as novidades, transportar cargas na Nissan Frontier ficou ainda mais estável.

Outra evolução está no conforto para os ouvidos. Com a aplicação de para-brisas acústicos e isolamentos sonoros no para-lama, na tampa do motor, no console central e no painel, a cabine ficou até 5dB mais silenciosa, de acordo com as medições da Nissan. É o equivalente à redução quando um caminhão passa a rodar de 90 km/h para 60 km/h. A picape Frontier passa a ser também a única do segmento a oferecer teto solar, diferencial que melhora a ventilação e o fluxo de ar, além da iluminação. E ganha, em todas as versões, o travamento automático das portas com o carro em movimento.

Os passageiros do banco traseiro não ficarão apenas mais relaxados nas viagens com as mudanças no encosto e no assento. Também estão mais seguros com a adoção do cinto de três pontos para todos, além de seis airbags (na versão LE), sendo que dois são de cortina para a parte traseira. A Nissan Frontier passa a contar também com o sistema Isofix para a retenção de cadeiras infantis.

O sistema ABS para frenagem também foi modificado. Os freios e os cilindros traseiros estão maiores para tornar a reação do pedal mais rápida e eficiente em relação à desaceleração do carro.

Nome Forte como Frontier: Attack
A Nissan Frontier tem quase duas décadas de presença no mercado brasileiro. Foi o primeiro produto fabricado pela Nissan no país, no início dos anos 2000. São mais de 150 mil unidades vendidas no Brasil desde então. E a nova picape argentina resgatará outra tradição da marca Frontier: o sobrenome Attack.

A Nissan Frontier Attack já foi vendida nas gerações anteriores da picape. Surgiu pela primeira vez entre 2006, ainda na 10ª geração da Frontier. A segunda foi como modelo 2012, na 11ª geração. No Salão de Buenos Aires 2017, a Nissan apresentou a “Attack Concept”, que dava pistas de como seria a identidade visual da picape de série. Muito daquele carro foi preservado para a versão de produção.

A tradição da Nissan Frontier Attack está em oferecer um visual diferenciado aos clientes. Dessa forma, o modelo 2019 trará adesivos laterais com o nome da versão e a inscrição “4×4”, estribos laterais, barra tubular (popularmente conhecida como santantônio) e rack de teto na cor preta, pneus todo-terreno, rodas escurecidas, o novo sistema multimídia A-IVI e controle de áudio no volante. Será oferecida nas opções 4×2 (com motor de turbo simples e 160 cavalos de potência) e 4×4 (com duplo turbo e 190 cavalos).

Além da Attack, a linha 2019 da Frontier será composta pelas versões S 4×4 (voltada ao trabalho), XE 4×4 e LE 4×4, essa última a mais completa.

A melhor Frontier da história
A 12ª geração da Nissan Frontier tem como um dos seus destaques a estrutura ainda mais resistente, com chassi reforçado, quatro vezes mais forte, ao mesmo tempo em que é mais leve e eficiente. O conforto e a segurança também foram reforçados nessa geração.

O design exterior de aparência “musculosa”, ressaltada nas laterais mais altas do capô, combina força e elegância, proporcionando silhueta suave e equilibrada. A assinatura do design Nissan aparece em itens como a grade “V Motion” e os faróis em formato de bumerangue, que deixam evidente que este veículo robusto – tem 5,26 m de comprimento, 1,82 m de altura (1,86 m na LE) e 1,85 m de largura total – faz parte da família atual de modelos da Nissan.

O interior de estilo moderno e marcante foi concebido com dimensões, segurança e conforto adequados para condutor e passageiros, ampliando o espaço do painel, console central e assentos para oferecer funcionalidade avançada e muito mais tranquilidade na condução. O painel de instrumentos com a tecnologia TFT (Thin Film Transitor) é moderno, de fácil visualização e agora traz três novas funções.

A comodidade no interior ainda é ressaltada por detalhes funcionais como os 28 espaços para acomodação de objetos e copos ou garrafas. São cinco ajustes elétricos do banco do motorista (para frente, para trás, inclinação, ângulo e altura do assento e lombar) e ar condicionado digital de duas zonas com saídas traseiras.

Tecnologia para sair do atoleiro
Em linha com o conceito de inovação da marca japonesa em seus produtos, a Nissan Frontier traz tecnologias de segurança como o Controle Inteligente de Descida (HDC) e o Sistema Inteligente de Partida em Rampa (HSA), que atuam automaticamente nos freios do veículo para controlar o carro sem sustos em descidas íngremes e saídas da imobilidade em aclives. Além disso, de acordo com a versão, o utilitário vem de série com sensor de estacionamento, luzes diurnas (DRL) nos faróis de LED e luz de freio de LED (CHMSL). Já o Vehicle Dinamic Control (VDC) reúne os controles eletrônicos de estabilidade e de tração para dar ainda mais tranquilidade e segurança à condução.

Outra tecnologia de última geração, que ajuda a aplicar maior força e poder à roda com mais aderência ao pavimento, é o limitador de diferencial (LSD). O sistema aumenta o controle do veículo, a estabilidade e evita que as rodas patinem. Se perceber que uma das rodas está deslizando, o LSD a freia automaticamente e manda a potência extra às rodas com mais tração.

Por falar em tração, o consagrado sistema Shift On The Fly evoluiu. Com opções de tração integral e reduzida, é acionado com o simples girar de uma manopla no painel com o carro em movimento até 100 km/h, em qualquer tipo de terreno.

A sua capacidade de fora de estrada vai além do padrão do segmento. A Nissan Frontier conta com os melhores ângulos de saída e entrada (27,4º e 30,6º, respectivamente) e ótimo vão livre (234 mm), o que permite ao veículo superar todos os tipos de pavimento sem problemas. Para evitar danos na parte de baixo, há uma placa de ferro que protege o veículo por toda a parte inferior, evitando avarias em peças como cárter, radiador, motor, tanque de combustível, etc.

Mais versátil na propulsão e na tração
A Nissan também está resgatando uma outra tradição da linha Frontier, a de oferecer duas opções de potência para o mesmo motor. As versões S 4×4 e Attack 4×2 têm 160 cavalos de potência, enquanto as restantes (Attack 4×4, XE 4×4 e LE 4×4) desenvolvem 190 cavalos. O motor para toda a linha é o mesmo turbodiesel 2.3 16V sendo que a diferença está na quantidade de turbinas disponíveis (uma ou duas). Essa usina de força trabalha em conjunto com dois tipos de transmissão: a nova manual de seis velocidades (exclusiva para a versão S 4×4) e a automática de sete velocidades com modo sequencial para trocas manuais.

A Nissan Frontier vem equipada com sistema multilink com molas helicoidais (única entre os concorrentes diretos) que trabalha em conjunto com um eixo rígido. Ao optar por essa solução, a Nissan quis oferecer um excelente balanço entre o conforto no passeio e alta estabilidade, sem abrir mão das capacidades no fora de estrada e no transporte de cargas. Tudo para oferecer uma melhor experiência de condução e maior durabilidade e conforto.

# # #

Mais...


Leia Também:
Anterior:

Próxima: