Em entrevista ao EPTV 2, França diz que trem entre Campinas e SP estará disponível em 6 meses

O candidato do PSB ao governo do estado de São Paulo, Márcio França, afirmou nesta sexta-feira (26), durante entrevista ao EPTV 2, que o trem para interligar Campinas (SP) à capital no prazo de 1h30 estará disponível em seis meses, para melhorar as condições de transporte entre as cidades. Além disso, ele também falou de propostas para saúde, segurança e educação, caso seja eleito

Durante a conversa, ele afirmou que o prazo refere-se ao término das obras de expansão da rede da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) até a linha férrea na metrópole.

“Seis meses para sair de Campinas e chegar ao Centro de São Paulo. Em seis meses, você que mora em Campinas vai pegar o trem aqui em Campinas, chegar em 1h30 em São Paulo, podendo ir trabalhar […] É a conclusão, porque na verdade o trilho já existe. Não é uma coisa difícil, falta colocar o cabeamento e esticar o trem que já faz Jundiaí-São Paulo até aqui”, destacou França.

Saúde

Ao ser questionado sobre a falta de medicamentos em farmácias de alto custo, o candidato alegou que o estado faz compras emergenciais quando há necessidade e a atribuição é do governo federal. Além disso, destacou que o governo investe na construção de ambulatórios médicos de especialidades (AMEs). “Vamos fazer o segundo lá em [Jardim] Carlos Lourenço, uma obra importante, para ter dois em Campinas. É inacreditável que Campinas não tenha nenhum AME até agora […] Abrir todos os AMEs aos finais de semana, essa é a nossa proposta para zerar a fila de consultas e exames”, falou o candidato ao defender também descentralização nas compras.

Outro ponto abordado foi a fila para realização de procedimentos de alta complexidade no Hospital de Clínicas da Unicamp, referência para 6 milhões de habitantes em Campinas (SP) e macrorregião de 86 municípios. “A minha meta é deixar tudo funcionar na plenitude. Tem muitos hospitais no estado que não estão funcionando na plenitude, porque foi feito um recuo na questão de contratação de funcionários […] Abrir todos os leitos para que as pessoas possam ter atendimento adequado”, destacou o candidato ao mencionar plano de convênios com santas casas.

Segurança

Atual governador, ele se comprometeu a contratar policiais civis e militares, além de rever a política salarial da categoria. Segundo ele, caso seja eleito, haverá dois orçamentos no plano de governo. Além disso, ele valorizou os índices criminais divulgados este mês pela Secretaria de Segurança Pública (SSP).

“Eu já autorizei, 5 mil novos policiais estão sendo contratados, vão suprir todas as demandas […] Claro, ter melhor a remuneração do país para os policiais militares, civis, técnica, bombeiros”, explicou o candidato ao destacar que também há alistamento civil para melhorar indicadores.

Sobre a construção de novos presídios no estado, o candidato não mencionou cidades que devem receber as unidades, mas adiantou que haverá uma compensação financeira aos escolhidos.

Educação

França avaliou que os recursos disponíveis para as universidades estaduais devem aumentar, com a retomada do crescimento e repasse de parcelas do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). Ele se comprometeu a zerar a fila por vagas em creches no estado.

“Eu não deixo nenhuma criança fora da creche. […] É impossível deixar isso no estado de São Paulo”, destacou ao comentar que também incentivará o ensino médio para que os alunos tenham cursos técnicos, e o acesso à Universidade Virtual de São Paulo (Univesp).

Fonte: G1
Data: 26/10/2018

Mais...


Leia Também:
Anterior:

Próxima: