Em entrevista à Rádio Super, Zema diz que pretende privatizar o metrô

O governador eleito Romeu Zema (Novo) conversou com apresentador da rádio Super 91,7 FM Rodrigo Freitas na tarde desta quarta-feira (31). Um dos desejos do governador eleito de Minas Gerais é tem um metrô privatizado em Belo Horizonte e região metropolitana. Para ele, só assim as obras saírão do papel.

“A proposta que eu defendo leva em conta a situação financeira do Estado que tem dificuldades enormes. A grande questão para o metrô na região metropolitana será apelarmos para a iniciativa privada. Não há recurso”, disse Zema.

Segundo ele, pode ser que no início de 2019 com Jair Bolsonaro assumindo a Presidência da República haja uma melhora na economia do país, no entanto, neste momento, segundo ele, não há recursos para o Estado atuar nas obras do metrô.

Apesar da indicação do novo governador eleito, o metrô é administrado pelo governo federal. Na entrevista, Zema não explica como atuaria para privatizar o metrô da capital.

Há anos os mineiros esperam obras de melhorias e ampliação do metrô em Minas Gerais. A última intervenção no sistema foi em 2002, com a revitalização da estação Vilarinho, em Venda Nova.

Mineiros são a favor de privatização

Uma pesquisa feita em junho deste ano pelo Minas no Brasil 2018 mostrou que os moradores de Belo Horizonte são mais favoráveis a aceitar uma possível privatização do metrô. Segundo a pesquisa, o total de 46,4% dos belo-horizontinos apoiam a entrega do transporte para a iniciativa privada.

Outros 45,7% não concordam, e a parte de 7,9% não respondeu. Dos 614 entrevistados pela pesquisa Minas no Brasil de 2018, 72 deles, ou seja, 11,7% do total da amostragem, moram na capital.

Zema foi eleito governador de Minas Gerais, neste domingo (28), em disputa no segundo turno.

Fonte: O Tempo
Data: 31/10/2018

Mais...


Leia Também:
Anterior:

Próxima: