Operações de intralogísticas representam em torno de 25% dos gastos com ações internas de movimentação e armazenagem

Tempo é dinheiro em qualquer negócio. E no processo intralogístico (empilhadeira, salas de baterias e palheterias) não é diferente. Hoje em dia, as empresas estão cada vez mais interessadas em qualificar seus métodos, principalmente, para reduzir custo e ter maior desempenho nas atividades. Além da relação custo-eficiência e rentabilidade, a sustentabilidade é um fator primordial para quem compra um sistema de empilhadeira operado eletricamente.

Atualmente estas operações podem representar até 25% dos gastos com ações internas de movimentação e armazenagem. “As empresas gradativamente procuram investir em produtos sustentáveis e em processo de carregamento. É preciso dispor de soluções inteligentes, tecnológicas e assertivas, para que as companhias possam aproveitar cada vez mais seus CDs (Centros de Distribuição) ou espaços logísticos para outras atividades. A ideia é reduzir tempo de carregamento, menos baterias e otimizar o espaço. Logo não será mais necessária uma sala de baterias e sim, pit stop de cargas”, explica a gerente Comercial da Unidade de Negócios de Carregadores de Baterias da Fronius, Mariana Kroker.

O grande gargalo para muitas empresas são os carregadores mais antigos, principalmente, pelo tempo de carregamento e por consumirem muita energia. Os carregadores de bateria determinam 50% dos problemas operacionais. Um sistema de carregamento de baterias eficaz influencia na vida de baterias, além dos gastos de manutenção e de energia para abastecê-la.

Para ter um bom desempenho é preciso apostar na troca de tecnologia. “O custo benefício deste investimento é rápido, dependendo da quantidade de turnos de trabalho, kWh pago e baterias por máquina. Mas devemos enxergar esta mudança de tecnologia como investimento, pois além dessa economia imediata de energia, o carregador terá vida útil de 10 anos”, ressalta Kroker.

Para otimizar a utilização da bateria através do sistema de informação e gerenciamento, a Fronius oferece uma solução chamada Cool Battery Guide Easy (foto ao lado). Uma unidade de controle ligada a uma faixa de LED em cada sistema de carregamento da bateria, informa ao usuário a bateria que foi carregada há mais tempo. Isto garante que todas as baterias serão utilizadas igualmente com a mesma frequência e com tempo suficiente para resfriar. “A Fronius apoia os seus clientes desde a fase de planejamento e assegura que os sistemas cumpram todos os requisitos necessários, incluindo proteção contra incêndio, explosão e segurança de trabalho”, complementa a gerente.

Sobre a Fronius

A Fronius do Brasil está localizada em São Bernardo do Campo (SP), próximo à rodovia dos Imigrantes e ao rodoanel, garantindo agilidade em seu atendimento aos clientes nos serviços de suporte técnico local, peças de reposição e treinamentos. Com mais de 20 anos no Brasil, a Fronius é composta de três unidades de negócios referência mundial nos setores de: Energia Solar; Tecnologia de Soldagem e Carregadores de Baterias e por uma equipe de 70 profissionais através de mais 30 representantes e filiais por todo o país.

Mais...


Leia Também:
Anterior:

Próxima: