Tecnologia da Informação x logística

*Ulisses Fernando Fahl

É notável que a tecnologia da informação proporcionou grandes progressos para diversos campos do conhecimento. Tais progressos, refletem em grandes mudanças comportamentais nos indivíduos nos dias atuais. Agora você deve estar se perguntando: O que a tecnologia da informação tem a ver com os processos e sistemas logísticos?

O gerenciamento e a divulgação de informações para os gestores dos processos logísticos é essencial para o bom andamento das operações logísticas e sendo assim, a Logística e a Tecnologia da Informação precisam manter um casamento perfeito, ou seja, caminharem juntos para alcançar o sucesso, que certamente é o que você deseja, correto?

Quando optar por trabalhar com um sistema informatizado, é fundamental conhecer toda sua operação e quais as melhorias que este sistema pode lhe proporcionar. Pesquise fornecedores, faça benchmarking e entenda as características de cada sistema para fazer a escolha correta. Procure por um sistema de gestão que possibilite a integração entre o sistema de sua empresa e seus parceiros da cadeia logística, como clientes e fornecedores.

A tecnologia da informação na logística estimula a integração entre os parceiros de negócio e com isso obtemos vantagens como:

• Qualidade e agilidade: com o EDI (Electronic Data Interchange), traduzindo para o português, Intercâmbio Eletrônico de Dados, a transferência de informações torna-se mais ágil, segura e o fluxo de papéis e o repasse manual de informações é reduzido.

• Ganho em produtividade: sistemas integrados aumentam (muito) a velocidade e a acuracidade no trato das informações, ao passo que dispensam digitação de um mesmo dado mais de uma vez e alguém disponível para responder dúvidas sobre a operação, por exemplo.
• Melhoria do nível de serviço: disponibilizar aos parceiros informações sobre a operação, certamente aumentará a satisfação da cadeia, que ganha em autonomia e velocidade.
Assim, o desenvolvimento de soluções aprimora a automatização das atividades e faz com que os gestores foquem mais em atividades estratégicas, e não só operacionais.
Nesse contexto aparece o sistema de informações logísticas (SIG), que integra as atividades em 4 níveis de funcionalidades:
• Sistema transacional: Esse é a base das operações e fornece informações sobre coordenações e atividades de planejamento. Esse é o local em que as informações logísticas são compartilhadas com outros setores.
• Controle gerencial: Esse nível busca informações no sistema transacional para gerir as atividades logísticas. É aqui que estão as ferramentas de mensuração, como os indicadores de desempenho, por exemplo
• Apoio à decisão: Os softwares são usados nesse nível para subsidiar as tomadas de decisão sobre as atividades operacionais e estratégicas. O objetivo é trazer mais objetividade ao processo.
• Planejamento estratégico: Esse é o topo, que usa os níveis anteriores como base para o desenvolvimento e melhoria contínua.

As empresas terão que se adaptar cada vez mais ao uso de ferramentas tecnológicas para atender às demandas de seus pedidos e assim garantir uma entrega de qualidade.
Então quais são as principais tecnologias de logística que nos ajudam nesses processos? Destaco abaixo algumas das mais utilizadas nas empresas hoje em dia.
• Warehouse Management System (WMS): o WMS aprimora as atividades operacionais e administrativas no processo de armazenagem, inclusive inspeção, recebimento, estocagem, endereçamento, inventário, embalagem, separação e mais.
• Enterprise Resource Planning (ERP): É um sistema integrado de gestão que reúne todos os dados dos diferentes departamentos da empresa, tornando-os mais acessíveis, informações mais concretas e palpáveis, e o que leva a uma tomada de decisão mais exata.
• Customer Relationship Management (CRM): É um sistema de gestão de relacionamento com clientes e, por isso, transforma os consumidores no foco dos processos empresariais. Ele antecipa e identifica as necessidades dos clientes, envolvendo os serviços de atendimento, como as entregas, e permite que a sua empresa obtenha feedback dos consumidores.
• Transport Management System (TMS): O sistema de TMS trabalha controlando as informações de fretes, desempenho de motoristas e rastreamento de mercadorias. Esse software serve para integrar todos os processos operacionais e, na maioria das vezes, é segmentado por: emissão de NFe (nota fiscal eletrônica), emissão de MDFe (manifesto eletrônico de carga), emissão de RPA (recibo de pagamento autônomo), controle frete (frota própria e terceiros) etc.

E a sua empresa, já adota a tecnologia da informação na logística ou ainda precisa se aprimorar?

*Ulisses Fernando Fahl, gestor da área logística / industrial com experiência e carreira desenvolvida em empresas de grande porte como Bombardier, Mann-Hummel, Motorola Industrial, Honda Automóveis e Mercedes Benz

Mais...


Leia Também:
Anterior:

Próxima: