Deputados barram empréstimo de R$ 800 milhões e transferem a Mendes decisão sobre VLT

Os deputados estaduais arquivaram o pedido do governador Pedro Taques (PSDB) para emprestar R$ 800 milhões da Caixa Econômica Federal para a conclusão do Veículo Leve Sobre Trilhos (VLT). O pedido de arquivamento foi aprovado nesta quarta-feira (21.11), em sessão ordinária na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (AL/MT).
Segundo o deputado Wilson Santos (PSDB), o pedido de arquivamento dará ao governador eleito, Mauro Mendes (DEM), a liberdade de decidir sobre o futuro do VLT, assim como prometeu durante a campanha eleitoral.
“O arquivamento dessa matéria deixará o governo Mauro Mendes com tranquilidade para, conforme prometeu durante a campanha, até um ano definir o que efetivamente pretende fazer com o VLT. Vamos dar então ao novo governo, carta branca para discutir com a sociedade”, discursou Wilson Santos.
Wilson citou as alternativas que Mauro poderá dar ao VLT e afirmou que a população quando elegeu o democrata no dia 7 de outubro de 2018, deu a ele aval para decidir. Segundo ele, o empréstimo poderia deixar Mauro “preso” ou obrigado a fazer algo que não discutiu com a sociedade.
“Ele poderá decidir se ele pretende submeter essa decisão ao povo, através de um referendo ou de um plebiscito – ferramentas que a Constituição garante ao Executivo. Se ele pretende, independente de consultar a sociedade, terminar o VLT – e se pretende terminar, de que forma? Licitando pela 866/93 ou através de uma parceria público privada, ou se ele pretende se desfazer do VLT e implantar o BRT, ou ainda que não queira o VLT ou o BRT e consolide as linhas de ônibus urbano e interurbano normais.”

Fonte: VG Notícias
Data: 21/11/2018

Mais...


Leia Também:
Anterior:

Próxima: