Ferrovia Transnordestina e Porto de Suape atraem interesse de chineses

Para investir no Terminal de Minérios do Porto de Suape os chineses estariam dispostos a terminar a Ferrovia Transnordestina
Uma reunião entre o presidente do Complexo Industrial Portuário de Suape, Carlos Vilar, seus diretores e o CEO da gigante CCCC (China Communications Construction Company), Lin li, retomou as negociações para investimentos no Porto de Suape. Os Chineses mostraram interesse em concluir a Ferrovia Transnordestina, no trecho Salgueiro-Suape, visto que o grupo pretende concorrer a construção do Terminal de Minérios e precisarão da ferrovia funcionando.

Interesse chinês é antigo
Segundo Villar, os chineses já haviam feito uma consulta, entre 2010 e 2012, para o futuro Terminal de Minérios, através de uma outra empresa do grupo, mas a negociação não foi a frente devido a não conclusão da Ferrovia Transnordestina. O grupo chinês tem atuação destacada nos portos de Porto de São Luís, no Maranhão, e as recentes negociações com o Terminal Graneleiro de Babitonga (TGB) em São Francisco do Sul (SC), com investimentos de R$ 1 bilhão.

Cronograma da Transnordestina preocupa
Conforme o cronograma da concessionária Transnordestina Logística (TLSA), será priorizado o trecho Piauí-Porto de Pecém (CE), com término previsto para 2021, enquanto que o trecho Salgueiro-Suape só seria concluído em 2027. Segundo Villar isso inviabiliza os investimentos tanto do setor público quanto privado no porto pernambucano, com perdas incalculáveis para a economia e para o desenvolvimento socioeconômico do estado.
A intenção de Villar é marcar uma reunião, nos próximos dias, com o ministro do Tribunal de Contas da União (TCU), José Múcio Monteiro, para discutir as demandas do porto e, principalmente, buscar ajuda quanto a esta questão da ferrovia. já pelo lado chinês, há o forte interesse nos projetos e o sentimento de que além das importantes negociações com o governo é essencial negociar com os empresários de mineração do Piauí, origem dos trens com o minério (carga que viabiliza o investimento), com destino a ilha de Cocaia em Suape, onde será construído o terminal.
O presidente Carlos Vilar saiu otimista da reunião com os chineses, além do positivismo com o novo governo federal e com a continuidade do governador do Estado Paulo Câmara, pois Suape estaria incluído nos investimentos nos portos brasileiros e obras de infraestrutura já mencionados pela nova gestão do presidente eleito Bolsonaro.

Fonte: Click Petróleo e Gás
Data: 29/11/2018

Mais...


Leia Também:
Anterior:

Próxima: