Após greve relâmpago na terça, rodoviários de São Luís anunciam paralisação geral nesta sexta-feira, 1º de março

Foto: Marcos Felipe

Motivo segue sendo descumprimento da Convenção Coletiva de Trabalho

ALEXANDRE PELEGI

Os rodoviários de São Luís, capital do Maranhão, estão em pé-de-guerra com o sindicato patronal.

O motivo é o descumprimento da nova Convenção Coletiva do Trabalho, assinada em dezembro de 2018.

Ontem à noite, o Sindicato dos Rodoviários do Maranhão (Sttrema) informou que fará uma greve geral nesta sexta-feira, 1 de março.

Como determina a lei, o Sttrema informa ainda que cumpriu o prazo de 72 horas notificando tanto o Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros (SET), como a Prefeitura de São Luís, o Tribunal Regional do Trabalho (TRT), o Ministério do Trabalho e o Ministério Público do Trabalho.

Com o aval do Tribunal Regional do Trabalho da 16ª Região (TRT-MA), em reunião mediada pelo desembargador Gerson de Oliveira em dezembro de 2018, ficou acordado que os trabalhadores teriam direito a reajuste salarial de 7% e atendimento integral às outras reivindicações. O Sttrema garante que a vai manter a greve até as empresas cumprirem as exigências quanto ao cumprimento do acordo.

PREFEITURA PODE PUNIR EMPRESAS

O Secretário Municipal de Trânsito e Transportes de São Luís (SMTT), Canindé Barros, afirmou em entrevista a uma rádio da capital que pedirá a cassação da licitação de linhas das empresas de ônibus que se recusarem a cumprir o acordo Coletivo, firmado em dezembro de 2018. O não cumprimento do acordado entre sindicato patronal e rodoviários é o principal motivo da paralisação.

O presidente do Sttrema, Isaías Castelo Branco, ressalta que até o momento o sindicato patronal não assinou o acordo coletivo, o que inviabiliza seu cumprimento.

GREVE RELÂMPAGO

Nesta terça-feira, 26 de fevereiro de 2019, a categoria realizou uma greve relâmpago paralisando as cinco maiores empresas de ônibus da cidade, que atendem a cerca de 70% dos usuários do sistema de transporte da capital. Relembre: Rodoviários deflagram greve de ônibus em São Luís

Como noticiado pelo Diário do Transporte, os trabalhadores do sistema de transporte público da capital maranhense haviam ameaçado deflagrar nova greve dos ônibus após descumprimento de acordo firmado entre o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários no Maranhão (Sttrema) e o Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros (SET). Relembre: Rodoviários de São Luís (MA) ameaçam nova greve do transporte público

RECORRÊNCIA

O Sindicato dos Rodoviários do Maranhão chegou a marcar uma greve no final de janeiro, em protesto contra atrasos no pagamento dos salários da categoria.

A greve foi suspensa na véspera após seis das nove empresas notificadas por atrasos salariais regularizaram a situação, segundo o Sttrema. Outras três tinham iniciado o pagamento dos funcionários.

Relembre: Rodoviários de São Luís suspendem greve após empresas de ônibus pagarem salários atrasados

REAJUSTE DA TARIFA EM SÃO LUÍS

A prefeitura de São Luís informou oficialmente no dia 24 de janeiro deste ano o reajuste nos preços das tarifas de ônibus do sistema de transporte urbano.

A passagem das linhas integradas passou para R$ 3,40 e as não integradas para R$ 2,95, já a partir do dia 26 de janeiro. Relembre: Tarifas do transporte urbano de São Luís (MA) serão reajustadas neste sábado, 26

O sistema de transporte urbano da capital maranhense, cidade com 1,1 milhão de habitantes, opera 171 linhas, das quais 144 são integradas e 27 não integradas.

Com uma frota circulante de 837 veículos, o serviço de transporte coletivo atende uma média diária de 500 mil passageiros.

Em seu site, a prefeitura afirma ter colocado 638 ônibus novos no sistema de transporte urbano desde 2016, ano em que concluiu a Licitação do Transporte Público. Desses novos veículos, 275 são climatizados e 21 articulados.

São números que colocam São Luís “como uma das capitais do país proporcionalmente com a maior frota licitada com ar-condicionado do Brasil”, informa o comunicado da prefeitura.

Ainda segundo a prefeitura, 76% da frota circulante foi renovada nesse período, reduzindo a idade média dos ônibus que operam o serviço de transporte na capital maranhense de 10 anos para 4,5 anos.

Além do ar-condicionado, a frota de São Luís é 100% adaptada para acessibilidade.

“Além dos investimentos na frota, o poder público municipal investiu em ações como implantação de GPS em todos os ônibus do sistema, o que garantiu a oferta serviços como Bilhete Único, Cartão Criança, Recarga Embarcada e a criação do aplicativo ‘Meu Ônibus’”, completa o comunicado da prefeitura de São Luís.

EMPRESAS

O transporte público do município de São Luís é chamado de Sistema Integrado de Transporte (SIT).

Após a licitação em 2016, o SIT ficou dividido em quatro lotes operacionais, onde operam 11 empresas divididas em 4 consórcios (com exceção do Lote 4, que é de apenas uma empresa).

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Mais em https://diariodotransporte.com.br/2019/02/27/apos-greve-relampago-na-terca-rodoviarios-de-sao-luis-anunciam-paralisacao-geral-nesta-sexta-feira-1o-de-marco/



Leia Também:
Anterior:

Próxima: