Prefeitura de Santo André apresenta projeto da Estação Pirelli à CPTM em março

Nova estação deve reduzir número de ônibus que vão até o centro da cidade para levar passageiros à CPTM. Foto: Adamo Bazani.

Secretaria de Mobilidade Urbana finalizou aprovação e documento será entregue ao Estado no dia 11, segundo o prefeito Paulo Serra

JESSICA MARQUES

A Prefeitura de Santo André, no ABC Paulista, informou que vai apresentar o projeto da Estação Pirelli à CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) em 11 de março. Segundo o prefeito Paulo Serra, a Secretaria de Mobilidade Urbana já finalizou a aprovação do documento, que será entregue ao Governo do Estado.

Inicialmente, a Estação Pirelli, que pode receber outro nome ao fim do projeto, abrigaria também a linha 14 – Ônix, que quando ficar pronta vai ligar São Paulo, ABC e Guarulhos por meio de um sistema de VLT – Veículo Leve sobre Trilhos. Contudo, segundo Paulo Serra, o projeto foi alterado e a estação não terá mais esta finalidade.

“O original era muito caro e complexo, que não recebia só a Linha 10-Turquesa, mas outras que ainda nem existem. A gente enxugou isso e o projeto está pé no chão, possível de ser executado, apenas com uma parada de trem da Linha 10-Turquesa, que é a nossa prioridade”, afirmou o prefeito, em entrevista à Rádio ABC.

Após a reformulação do projeto, o prefeito já marcou uma data para que o próximo passo seja dado com relação ao início das obras da estação.

“Nossos técnicos já aprovaram o projeto na Secretaria de Mobilidade e no dia 11 de março vai ser apresentado para a CPTM”, garantiu Serra.

Em janeiro deste ano, a CPTM publicou o extrato de convênio com a prefeitura de Santo André para que seja realizado em conjunto o desenvolvimento de projetos básico, funcional e executivo para a nova parada, que deve ser localizada entre as estações Prefeito Celso Daniel, no centro da cidade, e Capuava, em Mauá. O convênio tem validade de um ano.

Relembre: EM PRIMEIRA MÃO: CPTM e prefeitura de Santo André firmam convênio para construção de nova estação de trem na cidade

O Governo do Estado, na época, anunciou que abriria um programa de concessão para exploração da iniciativa privada das estações da CPTM. A chamada PPP (Parceria Público-Privada).

“Fizemos inúmeras reuniões com o entorno, pois ali temos shopping, dois mercados, grande rede de material de construção, fábricas como a Pirelli e Tim. Todos interessados na estação e a gente está fechando esses parceiros”, afirmou o prefeito Paulo Serra.

Para a Estação Pirelli, o modelo inclui participação do Governo do Estado, da Prefeitura e da iniciativa privada, conforme esclareceu Serra, em entrevista.

“Nunca uma gestão municipal conseguiu tirar do papel uma estação de trem, que não tem importância só para o morador da região, mas resolve e melhora de maneira significativa a mobilidade para toda a cidade”, avaliou.

NOVA ESTAÇÃO PODE RETIRAR ÔNIBUS DO CENTRO

O prefeito Paulo Serra afirmou ainda que, com a nova estação da CPTM em Santo André, o trânsito na região central seria aliviado, assim como a quantidade de ônibus que circulam nas imediações da Estação Prefeito Celso Daniel.

“Isso porque a gente retira do centro uma quantidade de ônibus. Hoje, são 200 ônibus por hora que passam no corredor do centro para levar as pessoas até a estação Celso Daniel. Com uma estação fora desse eixo central, a gente consegue reduzir a quantidade de veículos que ingressam no centro e a gente melhora a mobilidade da cidade como um todo”, avaliou Serra.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Mais em https://diariodotransporte.com.br/2019/02/27/prefeitura-de-santo-andre-apresenta-projeto-da-estacao-pirelli-a-cptm-em-marco/



Leia Também:
Anterior:

Próxima: