Bruno Covas suspende licitações de corredores de ônibus sem data para retomada da concorrência

Em corredores e faixas, os ônibus conseguem ter um desempenho melhor. Foto: Adamo Bazani (Diário do Transporte) – Clique para Ampliar / Imagem Ilustrativa

Editais eram para requalificação e ampliação das estruturas das zonas Sul, Norte e Leste

ADAMO BAZANI

A SPObras, da prefeitura de São Paulo, suspendeu por tempo indeterminado licitações para reforma e modernização das estruturas de cinco corredores de ônibus da cidade.

As vias estavam incluídas na meta da gestão até o final de 2020 para entrega e requalificação de 72 km de corredores que podem fazer com que o tempo de viagem no transporte seja menor, assim como, em médio prazo, reduzir os custos do sistema já que não enfrentando congestionamento, os ônibus gastam menos e é possível fazer mais viagens com uma frota menor, sem interferir na oferta ao passageiro.

Estão suspensas as concorrências para a modernização do Corredor de Ônibus Interlagos (entre Avenida Washington Luís e Avenida Atlântica), Corredor de Ônibus Santo Amaro/João Dias (entre Avenida Santo Amaro e Terminal João Dias) e Corredor de Ônibus Itapecerica (entre Terminal João Dias e Terminal Capelinha), na zona Sul; Corredor de Ônibus Imirim (entre a Avenida Deputado Emílio Carlos e Alameda Afonso Shimidt), na zona Norte; e Corredor de Ônibus Amador Bueno da Veiga (entre Praça Micaela Vieira e Rua Embira); na zona Leste.

Como mostrou o Diário do Transporte, as aberturas dos envelopes com as propostas já tinham sido adiadas, mas, desta vez, havia a programação para ocorrer nesta quinta (28) e sexta (01).

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2019/02/19/prefeitura-de-sao-paulo-altera-datas-de-entregas-de-propostas-em-licitacoes-de-corredores-de-onibus/

Em edições ao longo da semana do Diário Oficial da Cidade, foi publicada uma série de dúvidas sobre a modelagem econômica, questões de engenharia e aspectos das redações dos editais.

Como mostrou o Diário do Transporte, as propostas inicialmente deveriam ter sido apresentadas em 31 de agosto de 2018 para os corredores em Interlagos, na zona Sul; o Amador Bueno da Veiga, na zona Leste; e o Imirim, na zona Norte.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2018/08/15/prefeitura-de-sao-paulo-abre-licitacoes-para-corredores-de-onibus-nas-zonas-leste-sul-e-norte/

Mas depois de questionamentos de eventuais concorrentes e necessidades de alterações de editais, a SPObras suspendeu a disputa.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2018/08/25/suspensas-licitacoes-para-tres-corredores-de-onibus-na-cidade-de-sao-paulo/

Apenas no dia 29 de dezembro de 2018, a gestão Bruno Covas reabriu a concorrência, com cinco corredores: Interlagos, Santo Amaro/João Dias, Itapecerica (zona Sul); Imirim (zona Norte) e Amador Bueno da Veiga (zona Leste).

As entregas das propostas eram previstas para 21 de fevereiro, mas também por causa de questionamentos, foram remarcadas para os dias 28 de fevereiro e 01º de março.

Trata-se de uma concorrência para cada corredor.

A gestão municipal, iniciada em janeiro de 2017 com o hoje governador João Doria, instituiu no plano plurianual da prefeitura a meta de construir e reformar 72 quilômetros de corredores de ônibus.

Levando em consideração a informação da própria prefeitura de que foram entregues 3,3 quilômetros do corredor Berrini, na zona Sul, e que estão em obras mais 14 quilômetros de extensão do corredor Itaquera, trechos 1 e 2, na zona Leste, falta muito para atual gestão cumprir o plano.

Mas o prefeito Bruno Covas declarou ao programa Roda Viva, da TV Cultura, no final do mês passado que, por questões orçamentárias, não vai conseguir cumprir a meta de corredores.

Nesta segunda-feira, 18, o Diário do Transporte mostrou que a gestão tirou  R$ 12,39 milhões (R$ 12.392.207,64) que estavam previstos para ampliar e moderniza a rede de corredores de ônibus da cidade em benefício do Autódromo de Interlagos, que ainda deve ser concedido à iniciativa privada.

O dinheiro vai ser usado para reformar o pavimento e parte das dependências do local de competição.

O remanejamento está inserido num crédito adicional de quase R$ 100 milhões (R$ 99.998.442,84) aberto pela prefeitura e oficializado no último sábado, 16 de fevereiro de 2019.

No decreto, valor que o Autódromo vai receber é o mesmo que os corredores de ônibus terão de ceder.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2019/02/18/bruno-covas-remaneja-para-o-autodromo-de-interlagos-r-123-milhoes-que-seriam-para-corredores-de-onibus/

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Mais em https://diariodotransporte.com.br/2019/02/28/bruno-covas-suspende-licitacoes-de-corredores-de-onibus-sem-data-para-retomada-da-concorrencia/



Leia Também:
Anterior:

Próxima: