Fiscais lacram 30 ônibus e 36 vans no Rio de Janeiro

Prefeitura do Rio de Janeiro removeu 32 vans e lacrou outras quatro. Foto: Divulgação.

Coletivos pertencem à Viação Nossa Senhora de Lourdes

JESSICA MARQUES

Duas ações de fiscalização resultaram em 30 ônibus e 36 vans lacrados no Rio de Janeiro nesta semana. Os coletivos pertencem à Viação Nossa Senhora de Lourdes, na Penha.

No caso dos ônibus, foram 40 veículos fiscalizados e 30 foram lacrados pela Secretaria Municipal de Transportes.

Segundo informações da Prefeitura, as principais irregularidades encontradas pelos fiscais foram bancos rasgados e quebrados, equipamento de acessibilidade inoperante, mau estado da saída de emergência, balaustre quebrado, inoperância da luz de ré e mau estado da carroceria.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Ao todo, 30 multas foram aplicadas. A fiscalização ocorreu na madrugada desta quarta-feira, 27 de fevereiro de 2019.

Somente no ano de 2018, 245 autuações foram aplicadas ao Internorte, consórcio responsável pela empresa.

OUTRO LADO

Ao Diário do Transporte, a Viação Nossa Senhora de Lourdes informou que a fiscalização foi feita de forma arbitrária e que a empresa mantém em dia o cronograma de manutenção da frota.

Confira a nota na íntegra:

A Viação Nossa Senhora de Lourdes repudia com veemência a postura adotada pelos fiscais municipais na ação realizada na garagem da empresa, justamente no momento que a frota passava pelos procedimentos regulares de manutenção. 
 
A fiscalização foi conduzida de maneira discricionária e arbitrária, sem que fosse exposto nas penalidades, de maneira criteriosa e técnica, as supostas irregularidades constatadas.
A referida atitude, além de impossibilitar o exercício da ampla defesa da empresa em processo administrativo, demonstra o viés tão somente punitivo da ação fiscalizatória. A ausência de transparência nas supostas irregularidades apontadas dificultam, até mesmo, a correção dessas, prejudicando o funcionamento regular do transporte público, finalidade principal da fiscalização, bem como a melhoria real e efetiva dos serviços prestados.
 
A empresa afirma também que mantém em dia todo o cronograma de manutenção preventiva e corretiva de sua frota, de forma a garantir que os serviços sejam prestados com toda a segurança necessária.

APREENSÃO DE VANS

A Prefeitura do Rio de Janeiro também removeu 32 vans e lacrou outras quatro. Ao todo, os fiscais aplicaram 127 multas nas ações realizadas em diversos bairros nos últimos três dias.

Neste caso, as ações foram feitas pela Coordenadoria Especial de Transporte Complementar, órgão vinculado à Secretaria Municipal de Ordem Pública.

“Foram diversas irregularidades flagradas como van realizando ultrapassagem pelo acostamento, lotação excedente, motorista sem autorização da Prefeitura para realizar a atividade, motorista utilizando celular ao volante, selo de vistoria vencido e licença fora de validade. Entre os veículos em mau estado de conservação, um utilitário estava com os vidros quebrados e outro encontrava-se com pneus sem frisos”, informou a Prefeitura, em nota.

As ações aconteceram em Madureira, Bonsucesso, Ilha do Governador, Campo Grande, Barra da Tijuca, Del Castilho, Vila da Penha, Recreio dos Bandeirantes, Guadalupe, Itanhangá, Coelho Neto, Rocha Miranda, Deodoro, Sulacap, Recreio e Freguesia.

MULTAS NO BRT TRANSOESTE

A Coordenadoria também integra a força-tarefa planejada pela Prefeitura na “Operação de Ordenamento no BRT”. Até esta quarta-feira, 27, foram aplicadas 54 multas e realizadas cinco remoções.

“Esta é a primeira fase que visa combater ações irregulares nos ônibus articulados e nas estações, além de coibir calotes e o comércio ilegal tanto dentro quanto no entorno da estação e acolher moradores de rua”, informou a Prefeitura, em nota.

A primeira fase da ação tem como objetivo combater ações irregulares nos ônibus articulados e nas estações. Serão coibidos calotes e o comércio ilegal tanto dentro quanto no entorno da estação, além de ações de acolhimento de moradores de rua.

Relembre: https://diariodotransporte.com.br/2019/02/25/prefeitura-do-rio-de-janeiro-anuncia-operacao-de-combate-a-calotes-e-comercio-ilegal-no-brt/

A Prefeitura, por meio da Coordenadoria, destacou a importância da população no registro de denúncias, que são anônimas, e podem ser realizadas por meio do 1746 em posse da placa, data, horário e local da ocorrência.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Mais em https://diariodotransporte.com.br/2019/02/28/fiscais-lacram-30-onibus-e-36-vans-no-rio-de-janeiro/



Leia Também:
Anterior:

Próxima: