BYD Europa fornecerá 30 ônibus elétricos para o aeroporto de Bruxelas

Será a segunda maior frota elétrica de ônibus em aeroportos do continente europeu, atrás apenas de Amsterdã

ALEXANDRE PELEGI

A BYD fechou um pedido de 13 milhões de euros para fornecer 30 ônibus elétricos para o Aeroporto de Zaventem, em Bruxelas, capital da Bélgica.

A ordem de compra partir da Brussels Airport Company (BAC), operadora do Aeroporto belga.

Na semana passada, os primeiros ebuses entraram em operação.

A BYD firmou ainda um contrato de suporte de serviço de 10 anos para garantir que os ônibus elétricos executem serviços confiáveis ​​e consistentes em sua função de transferir passageiros que chegam e partem entre as aeronaves e os terminais.

BRUXELAS BUSCOU INSPIRAÇÃO EM AEROPORTO DE AMSTERDÃ

No início de 2016, o Aeroporto de Bruxelas decidiu, em consulta com os usuários – companhias aéreas e operadores – assumir o transporte de passageiros na pista dos agentes em terra da Swissport e Aviapartner. O objetivo do aeroporto, segundo informa o site oficial, é realizar o transporte de passageiros com emissão zero e maior conforto.

Este investimento de 13 milhões de euros, segundo informações do aeroporto de Zaventem, “foi um passo importante para concretizar uma das metas ambientais: emitir 40% menos CO2 até 2030 (em comparação com 2010)”.

Hoje, os ônibus que levam passageiros para a aeronave na pista ainda são ônibus a diesel.

O Aeroporto de Bruxelas buscou uma alternativa ecologicamente correta e encontrou inspiração no Aeroporto de Schiphol, de Amsterdã (Holanda) – onde 35 ônibus elétricos da BYD já estão em serviço.

Koen De Cleyn, Gerente de Projetos no Aeroporto de Bruxelas, conta que ficou agradavelmente surpreso com a visita a Schiphol. “Os e-buses estão indo muito bem lá”, afirmou.

Convencido por essa experiência, o Aeroporto de Bruxelas lançou uma concorrência na Europa para 30 ônibus elétricos. Dos 6 fornecedores candidatos, a Build Your Dreams (BYD) fez a melhor proposta. Os veículos elétricos serão colocados em serviço em 2019.

A administração do aeroporto de Bruxelas afirma em seu site que a mudança de diesel para eletricidade está sendo feita “para salvar o ambiente”.

Segundo o site, as distâncias curtas e numerosas paradas dificultam o aquecimento de um motor a diesel. E isso causa muitos gases de escape.

Os ônibus elétricos não emitem CO2”, diz Koen. “Como resultado, nossas emissões totais diminuirão em 600 toneladas por ano. Além disso, dificilmente haverá qualquer material particulado. E ainda outra vantagem: os veículos elétricos passam sobre o asfalto quase sem ruído”.

DETALHES

Os 30 ônibus 100% elétricos têm 12m de comprimento, 3 portas e são equipados com design de última geração, oferecendo acesso Wi-Fi gratuito, portas USB para carregamento e telas digitais com as informações mais recentes sobre voos.

A BYD forneceu também 30 unidades de carregamento projetadas para permitir que os e-buses sejam carregados durante a noite no terminal. Em apenas 3 horas, um ônibus está totalmente carregado – e então pode viajar cerca de 150 quilômetros.

Os pontos de carregamento são semelhantes ao depósito de carga especial no Aeroporto Schiphol de Amsterdã, onde a BYD tem uma frota de 35 equipamentos em funcionamento desde junho de 2015.

Na época, os ônibus BYD de 12 metros foram os primeiros ônibus elétricos puros em todo o mundo a fornecerem transporte em um aeroporto.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Mais em https://diariodotransporte.com.br/2019/03/07/byd-europa-fornecera-30-onibus-eletricos-para-o-aeroporto-de-bruxelas/



Leia Também:
Anterior:

Próxima: