Nissan: Nissan LEAF ultrapassa 400 mil unidades vendidas

  • Veículo é o primeiro 100% elétrico a atingir essa marca
  • Campeão de vendas de todos os tempos estará disponível para venda em mais de 12 novos mercados neste ano

Incorporar este cinemgrafo em seu site

YOKOHAMA, Japão – O Nissan LEAF tornou-se o primeiro carro elétrico da história a ultrapassar as 400 mil unidades vendidas, consolidando a posição de liderança do modelo 100% elétrico na mudança global para uma mobilidade mais sustentável.

Lançado em 2010 como o primeiro veículo 100% elétrico produzido em grande escala, o Nissan LEAF lançou a tendência de tornar a praticidade e a empolgação da condução elétrica acessível a clientes além do segmento de luxo. Há menos de uma década, os carros elétricos eram vistos como produtos de nicho e os clientes do LEAF eram principalmente os “early adopters” (aqueles que são os primeiros clientes a adquirir um produto inovador, de ruptura).

Hoje, um número crescente de consumidores afirma que seu próximo carro poderá ser elétrico. Os clientes preferem o LEAF porque ele é mais potente, tem uma performance ágil e conta com tecnologias avançadas, como o sistema de condução semiautônoma ProPILOT1, além dos benefícios da mobilidade sustentável.

“Este grande marco é uma sólida demonstração que 400 mil clientes – um número que não para de crescer – valorizam o Nissan LEAF pela segurança, conexão e empolgação que ele entrega”, comentou Daniele Schillaci, Vice-Presidente Executivo e diretor mundial de marketing, vendas e veículos elétricos na Nissan. “O LEAF continua sendo o ícone da Mobilidade Inteligente da Nissan, a nossa estratégia para mover as pessoas para um mundo melhor”.

Quando lançou o LEAF da primeira geração, a Nissan afirmou que se tornaria um líder mundial na produção e promoção de veículos com zero emissão de gases de escape. A empresa se comprometeu a trabalhar com governos e empresas de energia para apoiar a adoção de veículos elétricos, tornar a recarga mais fácil e prática e desenvolver o uso da segunda vida para baterias de carros elétricos.

Desde então, a Nissan firmou parcerias em todo o mundo sob a iniciativa “Nissan Energy”. Estas parcerias alavancarão a capacidade das baterias de carros elétricos a armazenar energia e compartilhá-la com residências, empresas e a rede elétrica – tornando os carros elétricos ainda mais úteis, além de promover o uso eficiente da energia.

Nesse período, os proprietários do LEAF já percorreram um total de mais de 10 bilhões de quilômetros. O número de veículos LEAF vendidos desde 2010 é suficiente para economizar 3,8 milhões de barris de petróleo por ano.2

Em 2018, o LEAF não foi apenas o veículo elétrico campeão de vendas na Europa, mas também o carro mais vendido de qualquer segmento na Noruega. O Nissan LEAF é produzido em três fábricas: Oppama, no Japão; Sunderland, na Inglaterra; e em Smyrna, Tennessee, nos EUA.

O Nissan LEAF já está disponível em mais de 50 mercados. Até o fim do ano, ele também chegará a 7 novos mercados na Ásia e Oceania. Ainda no primeiro semestre, o modelo passa a ser vendido em na América Latina, em sua primeira fase de introdução na região: Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Equador, Uruguai e Porto Rico. Desde o ano passado, o veículo 100% elétrico já está disponível através de um programa exclusivo de pré-venda no Brasil, Chile, Colômbia e, desde janeiro, para a Argentina. As informações de pré-vendas estão disponíveis nos sites da marca nesses países.

Novo LEAF
O powertrain do LEAF3 de segunda geração, que foi lançado em 2017, 110 kW (149 cavalos) de potência e 32,6 kgfm (320 Nm) de torque. Recentemente, um modelo com um novo motor passou a integrar a gama: o Nissan LEAF e+, que oferece ainda mais potência e aproximadamente 40% de autonomia adicional4. O LEAF e+ começou a ser vendido no fim de janeiro, no Japão. As vendas serão iniciadas nos EUA a partir do segundo trimestre deste ano e ele chegará logo depois à Europa.

O Nissan LEAF personifica os três pilares da Mobilidade Inteligente da Nissan – Propulsão Inteligente, Condução Inteligente e Integração Inteligente. Os motores elétricos inovadores do veículo são uma demonstração da Propulsão Inteligente. Já a Condução Inteligente é representada pelo sistema ProPILOT, que já está disponível em vários mercados. Desenvolvido para condução em uma única faixa de rodagem em autoestradas, o sistema ProPILOT mantém a velocidade e a posição na faixa de rodagem, ajudando a reduzir a fadiga do condutor. Por sua vez, o sistema ProPILOT Park, que está disponível em modelos comercializados no Japão e na Europa, acelera, freia e manobra o veículo para dentro de uma vaga de estacionamento.5

Integração Inteligente da Nissan
O Nissan LEAF também abriu caminho para um novo mundo de possibilidades de energia limpa, que vai além de um transporte eficiente.

Por exemplo, o ecossistema Nissan Energy está centrado nos veículos elétricos Nissan que fazem deles mais úteis aos clientes, maximizando a capacidade de armazenagem e compartilhamento de energia de suas baterias. O sistema Nissan Energy permite que os proprietários de veículos elétricos conectem facilmente seus veículos à rede elétrica, para recarregar suas baterias, fornecer energia para residências e empresas ou ajudar a compensar a rede pública de energia. Por meio do sistema Nissan Energy, a empresa já iniciou programas-piloto de infraestrutura na Europa, Japão e nos EUA, além de ter iniciado o desenvolvimento de futuros usos comerciais para a iniciativa.

O sistema Nissan Energy também inclui novos esforços com foco na reutilização de baterias, um passo fundamental para melhorar a sustentabilidade dos veículos elétricos. Junto com parceiros estratégicos, a Nissan já deu uma segunda vida a baterias do LEAF para utilizá-las na iluminação pública, como carregador portátil para complexos esportivos, dentre outros.

# # # 

1 Disponível conforme a versão. A tecnologia ProPILOT foi desenvolvida como um dispositivo de assistência à condução e não substitui os procedimentos de condução tradicionais ou a necessidade de prestar a atenção à via. Nos EUA, o sistema ProPILOT é chamado de ProPILOT Assist.

2 Distância total percorrida com base em dados reais de aproximadamente 50% dos clientes. Dados de consumo de petróleo baseados nos dados de economia de combustível da Agência de Proteção Ambiental dos EUA (EPA), comparando o Nissan LEAF com o Nissan Versa 1.6 l ano 2019 de 4 cilindros com câmbio automático.

3 A autonomia do Nissan LEAF é de 400 km com base no padrão japonês JC08 e de 322 km com base no ciclo de condução padrão japonês WLTC. A autonomia do ano/modelo 2018 é de 242 km segundo o padrão EPA. A autonomia em ciclo de condução combinado é de 270 km segundo o novo padrão europeu de economia e emissões WLTP. Os resultados de autonomia de condução são obtidos conforme condições de teste específicas. A autonomia real pode variar conforme a versão de acabamento, equipamentos opcionais, manutenção, comportamento de condução, temperatura ambiente, bem como conduções meteorológicas e de condução; consulte o Customer Disclosure Form (Formulário de Informações ao Cliente) para mais informações.

4 O LEAF e+ é chamado de LEAF Plus nos EUA

5 Disponível conforme a versão. A eficácia do sistema ProPILOT Park depende das condições ambientais, de rodagem e do veículo. Dirija sempre com cuidado, prestando atenção à via e às condições no seu entorno. Consulte o Manual do Proprietário para mais informações.



Leia Também:
Anterior:

Próxima: