Greve de ônibus em Belém entra no segundo dia

Foto: Carlos Farias

Paralisação afeta empregados da empresa Monte Cristo, que atende oito linhas de ônibus em na capital e Região Metropolitana do Pará

ALEXANDRE PELEGI

Motoristas e cobradores da empresa Monte Cristo, que atende oito linhas de ônibus em Belém e Ananindeua (Região Metropolitana do Pará), entraram nesta sexta-feira, 15 de março de 2019, no segundo dia de greve.

São cerca de 180 ônibus que estão sem circular. Estima-se que cerca de 80 mil pessoas estão sendo afetadas com a paralisação.

Os trabalhadores protestam contra o não cumprimento de cláusulas estabelecidas durante acordo coletivo.

Entre as reivindicações estão o pagamento de horas extras, o fim do assédio moral e o fim da multa aos empregados que se envolverem em acidentes de trânsito.

A greve foi deflagrada na manhã de ontem.

Após reunião com a categoria patronal, não houve acordo, e a greve foi confirmada.

O Ministério Público do Trabalho pode mediar um acordo entre as partes, mas não ainda não há data para uma reunião com essa finalidade.

Linhas afetadas: Sacramenta-Humaitá, Sacramenta- São Brás, Sacramenta Presidente Vargas, Pedreira – Nazaré, Pedreira – Lomas (Linha A / Euclides da Cunha), Pedreira – Lomas (Seletivo), Marex – Arsenal, CDP / Providência – Ver-o-Peso e Pedreira – Lomas (Linha B / BR 316).

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Mais em https://diariodotransporte.com.br/2019/03/15/greve-de-onibus-em-belem-entra-no-segundo-dia/



Leia Também:
Anterior:

Próxima: