Programa Radar Anticorrupção entra em nova fase e foca na supervisão de órgãos vinculados ao MInfra

Trabalho começou com visitas às companhias Docas; outras estruturas ligadas ao Ministério também serão supervisionadas

O programa Radar Anticorrupção – iniciativa lançada em maio pelo Ministério da Infraestrutura em parceria com outros ministérios – está entrando em sua quinta fase. O novo pilar do programa, intitulado “Supervisão Ministerial”, foca agora em visitas in loco, na análise de documentos, fluxos e processos, a fim de identificar vulnerabilidades nos órgãos vinculados ao MInfra. “A ideia é prestar auxílio para todas as unidades vinculadas ao Ministério da Infraestrutura sobre a temática integridade. Queremos um ambiente de conformidade, um ambiente de redução de risco”, afirma a subsecretária de Governança e Integridade do ministério, Fernanda Costa de Oliveira, que é delegada da Polícia Federal e coordena o programa.

O trabalho já começou com visitas às companhias Docas. Outras estruturas de governo ligadas ao MInfra também serão supervisionadas. O resultado da ação, além do encaminhamento de eventuais ilicitudes para as autoridades policiais e órgãos de controle, deve gerar relatórios com recomendações de boas práticas e sugestão de programas de compliance para resguardar o conjunto do ministério. “Estamos tratando o combate à corrupção como prioridade no governo e no Ministério da Infraestrutura”, diz a subsecretária Fernanda Costa.

PREVENÇÃO – O Radar Anticorrupção foi lançado em maio e está sendo desenvolvido em cooperação entre o Ministério da Infraestrutura, Ministério da Justiça e Segurança Pública, Controladoria-Geral da União (CGU), Advocacia-Geral da União (AGU) e Polícia Federal (PF). O programa tem o objetivo de aprimorar a gestão pública a partir da adoção de medidas voltadas à prevenção, à supervisão e ao enfrentamento de riscos de fraude e de corrupção no MInfra.

Além da “Supervisão Ministerial”, os outros quatro pilares do programa são “Conexão Integridade”, que envolve o compartilhamento de informações com os demais parceiros do programa; “Profissionais do Progresso”, que regulamenta o processo de seleção e de avaliação de integridade para ocupação de cargos no ministério; “Canal Transparência”, que estimula, por meio de campanhas permanentes, a utilização dos canais oficiais de denúncia; e o “Guia Rápido de Conduta Ética”, que promove a disseminação de boas práticas e orienta o comportamento dos servidores.

Assessoria Especial de Comunicação

Ministério da Infraestrutura

Mais em http://transportes.gov.br/ultimas-noticias/8972-programa-radar-anticorrup%C3%A7%C3%A3o-entra-em-nova-fase-e-foca-na-supervis%C3%A3o-de-%C3%B3rg%C3%A3os-vinculados-ao-minfra.html



Leia Também:
Anterior:

Próxima: